Viver não é apenas estar vivo, uma cultura que devemos praticar

A cada dia percebo que, mais do que estar vivo, é preciso viver, aproveitar seu dia como se fosse o último, viver intensa e profundamente cada sensação. Beijar como se fosse o primeiro beijo, abraçar como se fosse uma despedida e sorrir, mesmo que ninguém mais veja a graça que você viu.

Dançar mesmo que ninguém escute a música na sua cabeça, respirar fundo o ar da madrugada, parar um instante e contemplar o céu, dia ou noite, ensolarado ou chuvoso. Sempre há beleza quando se olha a vida transcorrer pelo ângulo certo.

Precisamos aprender a viver a cada dia, hora e minuto como se fossem uma oportunidade única de vida nos dada por Deus. O momento presente é só o que tenho. Não existe mais o que aconteceu há algumas horas e nem mesmo há alguns minutos. Não existe ainda para nós a próxima hora ou o fim do dia; só temos o aqui e o agora.

Viver o momento presente é gastar com as pessoas que convivem conosco o melhor de cada momento. O Amanhã não existe, ainda, então se concentrar em sua ação, vivência e comportamento no hoje é o que importa, o que realmente é. O certo sobre o amanhã é que, quando ele chegar, se tornará hoje, e se você estagnar, sempre à espera de um dia melhor para se viver, se arriscar, mergulhar em projeto, em um objetivo, em um novo amor, o tempo passará e você se tornará uma pessoa sem história, sem o que contar, sem o que ter experimentado, uma pessoa realmente vazia. Não deixe de viver por medo, por excesso de cautela, viva com responsabilidade, mas viva, mesmo que caia algumas vezes, que sofra, chore, valerá mais a pena do que não ter vivido nada. Só estar vivo por uma vida toda não vale um dia bem vivido.

 

Alguns poemas, frases ou pensamentos sobre o tema

Só se pode viver perto de outro, e conhecer outra pessoa, sem perigo de ódio, se a gente tem amor. Qualquer amor já é um pouquinho de saúde, um descanso na loucura.

(Guimarães Rosa)

 

Nunca esquecer

Que irá padecer

E quando acontecer

Será que vais dizer

Que esteve vivo ou soube viver

(Welber Tonhá)

 

Mas há a vida que é para ser intensamente vivida. Há o amor. Que tem que ser vivido até a última gota. Sem nenhum medo. Não mata.

(Clarice Lispector)

 

Viver, intensamente, é você chorar, rir, sofrer, participar das coisas, achar a verdade nas coisas que faz. Encontrar em cada gesto da vida o sentido exato para que acredite nele e o sinta intensamente.

(Leila Diniz)

 

Viva com alegria, sem culpa, viva totalmente, viva intensamente. E então o céu não é mais um conceito metafísico, é sua própria experiência.

(Osho)

 

Mas se apressasse podia ainda, quem sabe, viver intensamente.

(Caio Fernando Abreu)

Lançamento de livro histórico em MG 

Juntamente com a 1ª Mostra literária da SRE/ Divinópolis acontece o lançamento dos cinco volumes do livro com o resultado do 1º Concurso literário SRE/ Divinópolis – Editora Patrimônio das Letras. Foram  mais de 200 estudantes do 5º ao 9º ano e mais de 80 professores, de mais de 80 escolas em mais de 20 cidades atendidas pela Superintendência Regional, os selecionados de todos os que se envolveram no projeto, e o resultado está em cinco volumes do livro com ilustrações, poesias, contos e relatos sobre a pandemia. A maior obra literária com estudantes e professores de Minas Gerais.

O evento ainda conta com música, oficinas, palestras, saraus, exposições e a participação da Kombi da Esquina, da Academia Divinopolitana de Letras e muito mais. Vale  a pena prestigiar, sábado a partir das 9h, na praça do Santuário.

Continuamos a falar um pouco sobre os prefeitos na história de nossa cidade. Agradeço o acesso a essa pesquisa ao amigo Marcos Crispim do Arquivo Público de Divinópolis.

19ª. Gestão - Jovelino Costa Rabello - (07/12/1947 a 31/01/1951)

Prefeito eleito. vice: Raimundo Ferreira da Silva

Data de nascimento: 29/07/1887; falecimento: 07/06/1969. 

Natural de Carmópolis de Minas. Filho de Luiz Rabelo e Alexandrina Figueiredo Rabelo.

Empresário, criou as primeiras indústrias de Divinópolis e as mais importantes da região.

Principais realizações: conclusão do 1º viaduto do Porto Velho, início da construção do aeroporto em terreno de sua doação; participou da criação da Escola Normal e moveu campanha para trazer o Ginásio São Geraldo. Adoção de uma política intermunicipal que favoreceu o desenvolvimento do município.

Seu nome foi dado à avenida no bairro Porto Velho e ao primeiro distrito industrial de Divinópolis e ainda o quarteirão fechado da rua São Paulo.

 

Tem pauta para sobre a cultura? Envie para [email protected]

Welber Tonhá e Silva

Imortal da Academia Divinopolitana de Letras, cadeira nº 09

Historiador, escritor, pesquisador, fotógrafo e fazedor cultural.

Instagram: @welbertonha

Comentários
×