Vitória

João Carlos Ramos 

Vitória

A vitória é a coroa de todo lutador. Na Roma antiga, como entre os demais povos, os exércitos lutavam de forma encarniçada, visando unicamente a vitória, pois eram cônscios de que "o derrotado se tornava escravo do vencedor".

Foram travadas célebres batalhas  na antiguidade, como a Batalha de Termópilas, no contexto da  Segunda Guerra Médica, entre uma aliança de pólis gregas, liderada pelo Rei de Esparta, Leônidas e o império Aquemênida  de Xerxes. A batalha durou três dias  e se desenrolou no desfiladeiro de Termópilas (portões quentes) em agosto/setembro de 480 a.C. Xerxes venceu Leônidas,mas seus exércitos foram  derrotados por Temístocles na batalha de Salamina. Ele fugiu para  a Grécia e foi assassinado por seu ministro Artabano em  em 465 a.C.

Nos tempos modernos, Hitler almejava  implantar o "terceiro milênio", pois, segundo sua interpretação, ele era a encarnação do Cristo apocalíptico (Apocalipse 20:4) e, sendo assim, o sistema nazista iria durar mil anos de vitórias sobre todo o mundo. Sua loucura era sem precedentes e obviamente seus planos foram ofuscados pelo poderio norte-americano e de seus aliados, principalmente a Rússia. Não restou ao grande sanguinário outra alternativa, senão envenenar  sua amante Eva Braun e despedaçar com seu revólver seus miolos, esparramando-os no inferno, para não cair nas mãos dos inimigos que haviam cercado Berlim em 30 de abril de 1945. Planejavam torturá-lo de todas as formas imagináveis e depois assassiná-lo barbaramente em praça pública. O ardente desejo de cada soldado russo era de pegá-lo vivo, numa festa sinistra, mas os covardes não esperam nem a sua própria morte...

Trazendo para nossos dias, a luta encarniçada ocorre de outras formas, igualmente horripilantes. Em pleno ano de 2021,  11 pessoas morrem de fome por minuto no mundo.

Por dia 1.300 são assassinadas no mundo; 1 milhão e 350 mil morrem por dia vítimas de acidentes de trânsito. Não há segurança nos casamentos, nas amizades, nos empregos e nas instituições. As traições se tornaram  palavras de ordem nos impérios tecnológicos, e o que é mais devastador, nos seios familiares. Todos buscam a vitória, não importando deixarem cobertos de poeira os seus antigos benfeitores. Outro quadro se desenha nesse mundo tecnológico de agora: As mídias sociais encurtam distâncias e, consequentemente, elevam os velozes e atrofiam os estagnados, de mentes ultrapassadas. Os tempos são outros e não podemos nos rebelar contra os avanços diários da tecnologia de ponta. O 5G está às portas no Brasil e já é realidade em outros países mais avançados. O mundo é outro. As batalhas são outras e a vitória depende de astúcia e velocidade, unidas como nunca. A vitória da mulher bela agora depende de outros fatores e truques, pois inúmeras descobertas  de embelezamentos surgem a cada instante e técnicas várias de sedução se aprimoram, segundo o avanço das comunicações  de massa. Uma formação superior acadêmica não consiste em bacharelado, mas o topo dos pós-doutorados atraem  grandes conglomerados  econômicos  e a luta se torna extremamente  árdua. Todos querem "um lugar ao sol", visando unicamente à vitória. A competitividade é cruel e a divina arte da poesia  é altamente  necessária, mas rara em todas as pessoas e lugares. 

Em minha singela opinião, a maior vitória que existe é a vitória do espírito, quando a beleza é outra e as armas são flores que convidam todos ao entrelaçamento das mãos, e não ao aniquilamento de tudo.

 

Outrora, quando o sol se punha, entre as  lágrimas dos montes, eu dizia ao mar: aquieta-te, pois é cedo e devemos também chorar.

A longa noite requer o orvalho do entendimento de  que a vitória é nossa apenas quando amamos.

 

[email protected]

Comentários
×