Visão otimista da vida

Omar Souki

Não importa qual seja a área de atuação humana, as pessoas que fazem acontecer são otimistas, cultivam expectativas positivas com relação à vida e aos negócios. De Walt Disney a Dom Bosco, de Elon Musk a Madre Teresa, de Salim Mattar a Irmã Dulce, ou de Rolim Amaro a Padre Anchieta, todos deram início a grandes realizações pensando grande e corajosamente. Segundo Martin Seligman, pesquisador da Universidade da Pensilvânia, o otimismo amplia nossos horizontes e reforça nossos recursos pessoais (criatividade, eficácia, flexibilidade, persistência).

Mas não é fácil manter o otimismo frente à enxurrada de más notícias, tanto na grande mídia quanto nas redes sociais. Nos anos 70, do século passado, George Gerbner, também pesquisador da Universidade da Pensilvânia, sugeriu a existência da “síndrome do mundo mau”. De acordo com ele, os telespectadores que ficam mais tempo expostos a conteúdos midiáticos de violência podem experimentar um aumento do medo, da ansiedade, do pessimismo e de um estado de alerta frente a possíveis ameaças. Isso acontece porque a televisão influencia diretamente as atitudes, as crenças e opiniões que as pessoas têm sobre o mundo. Embora o estudo tenha se limitado à televisão, acredito que podemos estender a abrangência dessa síndrome aos demais meios e, principalmente, às redes sociais.

Confesso que, dos vários grupos a que pertenço, apenas dois se esforçam para postar mais conteúdos relativos a boas notícias, piadas ou assuntos relacionados à família. Então, a pergunta que eu me faço com frequência é a seguinte: “Como manter-me informado e, ao mesmo tempo, blindado do pessimismo que irradia do meu celular?”. Não é fácil! Preciso exercitar minha disciplina pessoal para não acessar o aparelho pela manhã, quando estou escrevendo, nem à noite, antes de deitar-me. Sem esse tipo de controle, eu me deixaria facilmente contaminar pela onda de más notícias e pessimismo presente na maioria das fontes de notícias.

O que estimula a minha disciplina é o meu propósito de ter uma influência positiva no ambiente atual. Sim, estamos rodeados de desafios—alguns até parecem ser impossíveis de se superar—mas, por outro lado, podemos contar com a nossa fé em Deus. Temos do nosso lado um Pai Misericordioso que ajudou tantas pessoas antes de nós e que também irá continuar nos fortalecendo rumo à construção de um mundo melhor. Será no cultivo do otimismo que aumentaremos a nossa força pessoal que irá se traduzir em uma expansão de nossa criatividade e produtividade. Isso, por sua vez, irá ampliar nossas possibilidades de desfrutar de uma melhor qualidade de vida.

[email protected] 

Comentários
×