Vereador cobra instalação de passarela no trevo do Lagoa dos Mandarins

Rodyson do Zé Milton (PV) relatou acidentes frequentes no local e disse que atravessar a pista da MG-050 no trecho é uma "roleta-russa"

Bruno Bueno

O vereador Rodyson do Zé Milton (PV) usou seu pronunciamento durante a 72ª Reunião Ordinária da Câmara Municipal, na tarde de ontem, para cobrar a instalação urgente de uma passarela para pedestres no trevo do bairro Lagoa dos Mandarins, localizado na MG-050. De acordo com o parlamentar, um homem morreu após ser atropelado no local na última quarta-feira.

— Gostaria de falar, até de uma forma triste, sobre o que já havíamos dito anteriormente: a tragédia anunciada no trevo da rotatória do Lagoa dos Mandarins, bairro São Caetano e Eldorado. Ontem aconteceu mais um acidente, um atropelamento, que tirou a vida de um cidadão.  Se a AB Nascentes não fizer as medidas de segurança, agilizar o projeto que está sendo implantado para que o cidadão possa atravessar de um lado para o outro, fazendo esse translado do Lagoa para o Icaraí, e vice-versa, teria uma situação difícil. E aconteceu  — disse.

 

Frequentes

Segundo o vereador, os acidentes no local são frequentes.

— Na semana passada uma carreta tombou na entrada do bairro Lagoa dos Mandarins. Um dia depois teve um acidente com uma moto. Depois dois acidentes de carro e, agora, um atropelamento. Segundo informações de agora, teve mais um acidente, com uma moto que caiu derrapando na obra das Nascentes — ressaltou.

 

Cobrou

Ele também cobrou que a passarela de pedestres seja implementada no projeto da concessionária. Para ele, atravessar a pista no horário de pico é semelhante a uma roleta-russa.

— Pleiteamos urgentemente para modificar o projeto e adicionar a passarela de pedestres. No horário de pico aquilo não tem condição, as pessoas têm que enfrentar uma roleta-russa para atravessar a pista com tantos carros (...) No projeto não contemplar uma passarela de pedestre? Como as pessoas idosas vão atravessar uma pista duplicada? — perguntou.

 

Rodyson finalizou seu pronunciamento citando outros problemas do local e disse que a concessionária responsável só está preocupada em receber os recursos do pedágio.

— Não tem saída de trânsito pesado. Tem que passar na Lagoa dos Mandarins, na porta do Cmei. Isso é uma vergonha. Não é possível uma coisa dessas. Mais uma vez, se não fizer uma coisa outras pessoas também vão morrer. (...) Vários acidentes já ocorreram, atropelamentos e agora uma morte. Até agora, a única coisa q ue a Nascentes se preocupa é com as cabines de pedágio — enfatizou.

 

Nascentes

O Agora entrou em contato com a AB Nascentes das Gerais, concessionária responsável pelo trecho da MG-050. Em nota, a empresa informou que o local já se encontra em obras e detalhou o que será feito no local.

 — As obras começam com a limpeza do trecho que receberá pista dupla, entre os quilômetros  118,9 (próximo ao viaduto de retorno entregue pela concessionária em março deste ano) e 121 (próximo à entrada do bairro Vila Romana). Além disso, o local receberá ainda a construção de interseção em dois níveis, no km 120,5, para acesso aos bairros Niterói e Lagoa dos Mandarins, obras complementares para ampliação da capacidade do trecho já entregue próximo à entrada do distrito industrial — explicou.

 

O prazo estipulado para a conclusão das obras é, conforme a empresa, para o dia 12 de junho de 2022.

— O investimento realizado pela AB Nascentes das Gerais nesse segmento é de R$ 35,1 milhões. Para esse trecho de obras da travessia urbana de Divinópolis, a previsão é de que sejam gerados mais 450 postos de trabalho. Já a estimativa do término das intervenções e que estejam concluídas em 255 dias — finalizou. 

 

Comentários
×