Varejo aposta em boas vendas com produtos da Copa do Mundo

Segmentos se preparam para transformar a torcida canarinho em clientes

 

Jorge Guimarães 

Novembro chegou com ótimas expectativas para o comércio de varejo. As apostas de diversos segmentos são para as vendas de itens relativos à Copa do Mundo, que tem início no próximo dia 20, além da Black Friday, no dia 25. As datas são um ótimo aperitivo para os empresários se planejarem para a maior data comemorativa do segundo semestre: o Natal. Se há expectativas para o lado empresarial para o consumidor, já que o evento acontece perto da Black Friday, o mesmo pode aproveitar as várias promoções realizadas pelos grandes magazines. Há tempos, a Black Friday não se concentra mais em uma única data, já acontecendo até a Black Week. 

O empresário Renato Dias, por exemplo, já prepara novidades para receber os torcedores nos dias de jogos do Brasil.

— Com a Copa do Mundo marcada para este mês, justamente na semana da Black Friday, o fato pode trazer um resultado muito bom para o comércio e consumidores. Várias promoções já começam a ser vistas nas vitrines de grandes redes e com certeza ganharão mais fôlego a partir dos próximos dias. Sendo as TVs, mais uma vez, a estrela da vez — avalia.

 

Camisas

Um setor que fatura bem em época de Copa é o de material esportivo. Em destaque, as camisas verde e amarela, itens mais procurados no antes e durante a competição.

— Estamos tendo uma ótima procura, dentro de nossas expectativas, pelas camisas da seleção brasileira. Como trabalhamos no atacado e varejo, temos dois preços em referência, R$ 70 e R$ 120, respectivamente. Esperamos aumentar ainda mais as vendas com a proximidade do evento e torcer também para que a seleção avance a cada jogo, para que nossas vendas continuem em alta — disse a atendente de loja de atacado e varejo da região dos shoppings, Gabriela Teodoro.

Em loja tradicional no Centro da cidade, as vendas estão dentro do esperado e com ótimas expectativas para os próximos dias.

— Como sempre, nos preparamos para as vendas em referência a artigos relativos à Copa do Mundo e em meio a outras grandes promoções de artigos esportivos. E, sem dúvida, a mais procurada é a camisa da seleção, que está tendo uma ótima saída. Sendo que as camisas femininas já se esgotaram e as masculinas já estão no final. Devido a grande procura iremos receber novas remessas nos próximos dias — detalha o funcionário, Gabriel de Paula Santos.

 

Torcida

Aproveitando a onda verde amarela, vários estabelecimentos estarão de portas abertas, em especial, para receber a torcida canarinho e, assim, aumentar também seu faturamento, detalha o empresário do ramo alimentício, Rolando Meneses.  

— Já estamos com tudo pronto para abrigar a torcida nos jogos da Copa, em especial nos dias de Brasil. Iremos instalar um telão em nossa área externa e vários televisores na área interna do estabelecimento. Como os jogos da seleção serão transmitidos em horários da tarde, estaremos com um atendimento especial nestas datas. E assim torcer junto pelo hexa do Brasil — relata.

Com tantas opções para assistir aos jogos, os torcedores já se programam para se reunir durante as partidas, como é o caso da comerciária Simone Alves.

— Sempre assistimos nos bares da região da rua São Paulo e Rio Grande do Sul. E este ano não vai ser diferente, já reservamos até o espaço para ficar mais acomodados. O bom é, se a vitória vier, a festa já começa por lá mesmo em meio a torcida — pontuou. 

 

Em casa

Para outros, no entanto, o sossego de assistir na tranquilidade de casa não tem preço, como é o caso do contabilista Romeu Azevedo.

— Sempre tive essa opção. Compro minha cerveja, um tira-gosto para beliscar e está feita a festa. Assisto junto a minha esposa, meus filhos e alguns amigos e parentes. Tudo na paz, sem bagunça e gritaria — frisa.

Supermercados

Outro segmento que espera faturar  é o supermercadista, que tem expectativa de um bom movimento nos setores de bebidas e carnes. A avaliação é do gerente de loja de rede, Sérgio Antônio. 

— Esperamos mais uma vez aumentar nossas vendas durante a Copa do Mundo. Em especial nos setores de bebidas e carnes, que acumulam aumentos consideráveis em dias de jogos do Brasil. Estamos já com tudo preparado para melhor atender aos nossos clientes — destaca.

 

Foto: Jorge Guimarães 

Comércio já se prepara para as vendas de artigos da Copa 

Coment√°rios
×