Transoeste volta a pedir aumento da passaginha em Divinópolis: 'colapso iminente'

Preço do diesel e pandemia são os motivos; prefeito garante que não concederá reajuste

Da Redação

O Consórcio Transoeste, responsável pela frota de transporte coletivo de Divinópolis, voltou a pedir aumento na passaginha de ônibus. Em nota publicada nesta quarta, a Diretoria da empresa afirmou que o sistema está em risco eminente de colapso. O aumento do diesel e a pandemia são os motivos.

Veja a nota na íntegra:

Transoeste anuncia esgotamento e risco de colapso

Passados mais de 24 meses do início da pandemia sem qualquer solução apresentada pela prefeitura de Divinópolis, e agora diante de um aumento inconsequente e abusivo do óleo diesel em todo o país, o Consórcio Transoeste alerta as autoridades do colapso eminente que está por vir no sistema de transporte público da cidade caso não seja concedido o reajuste das tarifas do sistema.

'Só na justiça'

Em entrevista concedida ao Agora nesta semana, o prefeito Gleidson Azevedo (PSC) disse que não concederá nenhum reajuste na tarifa.

— Aumento da passaginha? Eles que se virem nos trinta ou pede pra sair. Simples. Se não estão satisfeitos com a forma que eles acham que não estão tendo lucro, é só pedir pra sair. Pela Prefeitura não vai ter reajuste, a menos se a Justiça acatar — afirmou.

 

Comentários
×