Tiroteio deixa um morto e baleados no Nova Cintra; motivação é política, diz PM

Três pessoas de uma mesma família, que comemorava a vitória de Lula (PT), e duas adolescentes estão entre as vítimas

Da Redação

Um jovem, de 27 anos morreu e outras quatro pessoas foram baleadas no bairro Nova Cintra, na região Oeste de BH, após a divulgação do resultado das eleições neste domingo, 30. De acordo com a Polícia Militar (PM), um homem, que seria eleitor de Jair Bolsonaro (PL), atirou contra apoiadores de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A família da vítima assassinada, no entanto, não vê indícios de motivação política. O criminoso foi preso.

Segundo relato de testemunhas, o jovem Pedro Henrique Dias Soares, sua mãe e uma prima, após o resultado das eleições, abriram o portão de casa, localizada próxima a um bar, e foram para a rua comemorar. Eles não estavam vestidos com camisas que faziam alusão política.

Em determinado momento, um homem, que usava touca ninja, se aproximou e pediu que os três deitassem no chão. Apesar da família ter atendido ao pedido, o homem disse: “Vou atirar mesmo assim”. Em seguida, abriu fogo e seguiu em direção a um bar, na avenida Tereza Cristina, onde atirou contra duas jovens, de 16 e 17 anos. Não há informações atualizadas sobre o estado de saúde delas.

Pedro foi atingido no abdômen e no ombro. Ele chegou a ser socorrido para o Hospital Pronto-Socorro João XXIII, mas não resistiu aos ferimentos. A mãe do jovem foi atingida com dois tiros na perna
e está internada, no mesmo centro médico. A prima também foi baleada na perna, mas passa bem.

Buritis

De acordo com a PM, a corporação também foi acionada para o Bairro Buritis, também na região Oeste, onde uma mulher teria disparado tiros de chumbinho da janela de um apartamento. Não houve feridos e está internada, no mesmo centro médico. A prima também foi baleada na perna, mas passa bem.

O Tempo

Comentários
×