Superminas movimenta R$ 2,37 bi em negócios

No total, 58.656 participantes prestigiaram o evento, entre empresários supermercadistas e da indústria fornecedora

 

Jorge Guimarães

O 34º Congresso e Feira Supermercadista e da Panificação, Superminas 2022, maior evento empresarial de Minas Gerais e o segundo maior do segmento supermercadista do país, movimentou o setor, gerou negócios e apresentou inovações ao mercado, entre os dias 18 a 20 de outubro, no Expominas, em Belo Horizonte.

Números

Em valores, a Superminas, organizada pela Associação Mineira de Supermercado (Amis), superou as expectativas e gerou R$ 2,37 bilhões bem acima dos R$ 1,95 bilhão na edição de 2019, a última antes da pandemia. Além disso, empresários e profissionais do segmento visitaram os 547 expositores e patrocinadores, que apresentaram aos compradores 406 lançamentos em produtos e serviços. No total, 58.656 participantes prestigiaram o evento, maioria composta de empresários supermercadistas e da indústria fornecedora, executivos e profissionais desses dois setores. 

— Esta edição do Superminas foi extremamente bem-sucedida. O evento contou com a participação intensa dos supermercadistas de Minas Gerais, recebeu a visita do governador do Estado e de muita gente de outras regiões do Brasil. Número absolutamente recorde de público, de negócios, de expositores. Vamos começar um trabalho para ampliar o número de pavilhões para o evento, pois temos demanda para ocupar um espaço maior ainda — avaliou o presidente executivo da Amis, Antônio Claret Nametala.

Para ele, o estado é destaque no cenário nacional. 

— Minas é extremamente forte no mercado de alimentos. Temos seis empresas mineiras dentre as 25 maiores do Brasil e também outras redes extremamente expressivas, e tudo se refletiu neste evento. O Superminas 2022 só não foi maior por falta de espaço, mas estamos estudando para ampliar a área de exposição —  revela Claret. 

Novidade

O evento também abriu espaço para uma categoria de grande relevância no mix dos supermercados: as bebidas. A feira teve um espaço exclusivo para as bebidas produzidas nas plantas industriais localizadas em Minas Gerais. 

— A iniciativa da Amis, visando a um projeto ainda maior no próximo ano, teve o propósito de valorizar cada vez mais a produção mineira de bebidas, com a exposição da categoria neste megaevento, uma grande vitrine do varejo supermercadista nacional — finalizou o presidente-executivo da Amis.

Negócios internacionais

Nesta edição, a Superminas mais uma vez promoveu a possibilidade de intercâmbio internacional entre os empresários presentes ao evento. A Embaixada da Indonésia e o Consulado da Argentina estiveram representados para fortalecer relações comerciais e possibilitar a geração de novos negócios, além de diversos visitantes de outros países.

Importância econômica

O governador reeleito de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), visitou a Superminas, acompanhado do secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio, do presidente da Amis, Alexandre Poni e do presidente-executivo da Amis, Antônio Claret Nametala.

Zema esteve em vários estandes, conversou com expositores, empresários e conheceu produtos, serviços e tecnologias ligadas ao segmento. Ao completar a visita, o governador afirmou que o evento é muito importante para a economia de Minas Gerais. 

— Estamos falando de um dos maiores eventos no estado, que reúne pessoas de todo o Brasil e do exterior. Produtos de Minas são vendidos para todo o país. Que eventos como este se multipliquem — disse.

Expectativas

O clima de otimismo, alinhado às expectativas positivas do setor, faz com que o empresariado projete um ótimo fim de ano. 

— A expectativa do setor supermercadista para o final de ano é de um crescimento bem melhor que o do ano passado, tendo em vista que o índice de desemprego diminuiu e o consumo vem aumentando aos poucos. E com a economia se recuperando a gente acredita que para este fim de ano nós tenhamos um Natal com no mínimo 10% melhor do que foi no ano passado — analisou o empresário do setor, Gilson Teodoro Amaral.

 

 

Comentários
×