Somos um grão de areia

Monsenhor Jonas Abib

Somos um grão de areia

A humanidade está sofrendo muito com violência, guerras, crimes, roubos, corrupção, porque desobedece as leis de Deus. Você já imaginou o que pode acontecer se alguém ligar um ventilador 120 volts numa tomada de 220 volts? O ventilador vai queimar!

Assim tem acontecido com o ser humano: ele está se “queimando”, porque “desobedece” o projeto estabelecido por seu Criador. Mas Ele não deixou de ser Deus, de ser amor, de amar a cada filho e filha.

Nós somos um grão de areia no meio de uma enorme praia; somos uma gota d’água, um pequeno “resto”, como os que voltaram do exílio da Babilônia. E o Senhor quer que esse pequeno resto, por Ele mesmo reunido e ungido, seja sua testemunha. Essa é a grande vontade do Senhor nos dias de hoje. Não porque Ele precise de defesa, mas porque os homens necessitam ouvir a respeito do Senhor.

Em um tribunal, quando se apresenta uma pessoa para ser testemunha de defesa de alguém que está sendo julgado, não muda em nada a situação do réu, pois, se ele é inocente, é inocente. Mas para que todas as pessoas que estiverem assistindo àquele julgamento,  inclusive o juiz que preside o tribunal, se convencerem da inocência do réu, é necessária a figura da testemunha.

Você pode apresentar o que Deus fez por você, a transformação que Deus está operando em sua vida. Os grandes feitos do Senhor em você, e a partir de você. Essa é uma maneira fácil, objetiva e comum de ser um evangelizador. Não há necessidade de um púlpito e de microfone para evangelizar, basta contar aos íntimos o que Deus tem feito em sua vida e em sua família.

Certa vez, o papa Paulo VI disse que os homens estão cansados de discursos, eles querem ver exemplos, testemunhos. Sabemos que as palavras empolgam, mas os exemplos cravam-se na memória.

[email protected]

Comentários
×