Sobrevivente de acidente na BR-494 já respira sem ajuda de aparelhos

Letícia Oliveira segue no CTI do São João de Deus

 

 

Da Redação 

A modelo Letícia Oliveira, de 25 anos, a única sobrevivente do acidente que envolveu outras três jovens, na BR-494 sentido Nova Serrana, apresentou melhora no quadro clínico, segundo informação repassada ontem pela assessoria de comunicação do Complexo de Saúde São João de Deus (CSSJD). A jovem segue no Centro de Terapia Intensiva (CTI) da unidade, no entanto, já respira sem ajuda de aparelhos. 

O acidente envolveu Letícia e outras três jovens, que saíram de Divinópolis em um carro, com destino à festa de aniversário de um amigo em Pará de Minas, no dia 28 de outubro. Durante o trajeto pela rodovia, a motorista perdeu o controle da direção do veículo e bateu em um caminhão que havia tombado e invadido a pista por onde elas passavam. 

Júlia Noara, de 21 anos, e Letícia Hordones, 26, morreram no local. Melissa Correa foi socorrida com vida e hospitalizada, mas não resistiu e morreu no dia 30. 

Acidente

De acordo com a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), um caminhão carregado com carvão tombou na BR-494 e ocupou parte da pista contrária. O carro onde estavam as jovens bateu de frente com o veículo. O motorista do caminhão, de 25 anos, teve apenas ferimentos leves.

A polícia disse na ocasião que as vítimas que sobreviveram foram socorridas em estado grave para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em Nova Serrana e, posteriormente, transferidas para o Complexo de Saúde São João de Deus (CSSJD), em Divinópolis. 

O carro ficou completamente destruído e foi removido para um pátio credenciado. Já o caminhão foi removido para o acostamento e o trânsito foi liberado em seguida.

 

Comentários
×