Servidores municipais pedem aumento no valor do vale-alimentação

Benefício, que atualmente é de R$ 9, pode chegar a R$ 20 por dia; recomposição salarial para 2022 é aprovada

 

 

Bruno Bueno

O valor diário do vale-alimentação para os servidores municipais pode aumentar no próximo ano. Durante assembleia que iniciou os trabalhos da Campanha Salarial 2022, membros do 

Sindicato dos Servidores Municipais de Divinópolis e Região Centro-Oeste (Sintram) e do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Municipal de Divinópolis (Sintemmd) aprovaram, na noite de segunda-feira, 13, o pedido de correção imediata do valor de R$ 9 para R$ 20. 

Ainda de acordo com o sindicato, o valor deve ser corrigido com frequência para que os servidores não fiquem prejudicados com a inflação. O aumento solicitado é de R$ 1 anualmente.

 

Recomposição salarial

A categoria, durante a assembleia, também aprovou o pedido de recomposição salarial de 5,2% relativa a 2021, retroativa a março deste ano. 

— Esse percentual, de acordo com a Lei 6.749/2008 (Lei do Gatilho) deveria ter sido incorporado automaticamente ao salário dos servidores a partir da folha de março, porém, a atual administração se negou a cumprir a legislação — explicou o Sintram em nota.

 

Os membros também aprovaram o pedido de revisão para 2022. O acréscimo só será conhecido na primeira semana de janeiro, quando a Fundação Ipead divulgar o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado em 2021. A presidente do Sintram, Luciana Santos, garantiu que a categoria vai lutar pela revisão.

— Ao negar o direito básico do servidor à revisão salarial, como foi feito neste ano, a administração municipal estabelece uma injustiça e total desvalorização aos servidores, que cumprem diariamente com suas obrigações. Os sindicatos vão lutar para que o direito à revisão seja garantido. São vários pais e mães de família aguardando pela devida correção anual de seus salários. Logo após a divulgação do IPCA acumulado de 2021, o Sintram e o Sintemmd darão início às negociações —  ressalta.

 

Mais reivindicações

Os servidores também aprovaram a convocação imediata de um concurso para preencher vagas no serviço público municipal. Uma comissão permanente para acompanhar os processos seletivos para designados foi instaurada.

Por fim, membros da Educação decidiram pela aprovação do cumprimento da lei que determina, para a pasta, a divisão da carga horária de cada educador em dois terços da jornada em sala de aula e um terço em planejamento.

 

Vereadores

De acordo com a instituição, os vereadores Ademir Silva (MDB), Lohanna França (CDN) e Josafá Anderson (CDN) acompanharam o evento e se colocaram à disposição dos servidores municipais. 

— Os três parlamentares mostraram-se solidários aos servidores municipais, que neste ano ficaram sem a revisão salarial. Os três representantes do Legislativo classificaram a pauta de reivindicações da categoria justa e um direito estabelecido pela legislação — disse em nota.

 

Comentários
×