Série de reportagens vai contar histórias divinopolitanas

Iniciativa da direção do Agora aposta no diferencial do jornalismo de conteúdo

Matheus Augusto

Com o nome “Divino Maravilhoso”, em referência à famosa canção de Gilberto Gil e Caetano Veloso gravada nos anos 1960 por Gal Costa, o Agora publica a partir desta edição uma série de reportagens especiais para contar histórias de Divinópolis. A iniciativa, implementada pela diretora do jornal, Jane Faria, é parte do atual projeto editorial, que busca valorizar tanto a notícia quanto os textos de conteúdo mais aprofundado.

— A intenção é ir além do óbvio e mostrar que o jornalismo moderno também é uma fonte cultural importante para a sociedade — explica a publisher.

Para executar a missão, Jane convidou o escritor e jornalista Márcio Almeida, que integra a equipe de colunistas do Agora como analista político.

Professor de redação avançada, com mais de duas décadas de experiência em cursos que aperfeiçoam a capacidade de escrita de estudantes, jornalistas, publicitários, advogados, políticos e de quem mais precise usar de maneira eficiente a linguagem, Márcio decidiu começar a série por uma saborosa reportagem sobre a “Kombi da Esquina”, um projeto divinopolitano que tem atraído a atenção de milhares de pessoas para sua mistura de entretenimento e ação social. Para compor o texto, ele usou técnicas do chamado New Journalism, tendência da atividade jornalística que se caracteriza por textos meticulosamente elaborados.

— O resultado, que se pode ver na edição online, é um show de informação bem escrita e agradável para divulgar o que Divinópolis tem de mais interessante — analisa Jane.

Como forma de interagir com o público do jornal, Jane propôs a Márcio o desafio de receber sugestões de leitores quanto aos temas dos textos. As sugestões devem ser enviadas para as redes sociais do jornal ou comunicadas à equipe de redação por meio dos canais convencionais, como telefone e fax.

— Nosso público, merecedor do melhor jornalismo vai poder sugerir pessoas, instituições, empresas, profissionais, iniciativas sociais, lugares, produtos, usos e costumes — explica a diretora.

As sugestões passarão pela análise de uma comissão editorial presidida por Jane e integrada pela editora Gisele Souto e pela equipe de jornalistas da casa. Para ler a primeira reportagem da série, que está na coluna de Márcio Almeida, clique aqui.   

Comentários
×