SBT preparou todo o prato, mas desistiu da sobremesa

 

       Por:               Flávio Ricco

 

       Colaboração: José Carlos Nery

 

 

 

(Abertura)

 

 

SBT preparou todo o prato, mas desistiu da sobremesa

Às vésperas de iniciar mais uma temporada da “Libertadores”, a Conmebol, como dona do brinquedo, vai abrir licitação da competição e também da Sul-Americana, período 2023 – 2026.

O SBT, na aberta, é o atual detentor e com toda certeza fará tudo o que estiver ao seu alcance para renovar os direitos, embora se saiba que as outras redes, com chances iguais, também serão convidadas a participar.

 

Leva a que apresentar a melhor oferta ou, pode até não levar, se as propostas não atenderem a expectativa da entidade patrocinadora. Aqui mesmo já se falou que, não sendo atendida naquilo que espera, a própria Conmebol planeja transmitir os jogos por meio da sua programadora.  

Esse é o panorama geral. Sairá da “Libertadores” aquele que vai disputar o Mundial de Clubes, como aconteceu com o Palmeiras no final da semana passada.

E está aí o grande “x” da questão.

 

Histórico

Aqui no Brasil, a Globo no caso, sempre que transmitiu a “Libertadores”, também se empenhou em fazer o Mundial. Uma coisa é quase o complemento da outra.

Meio que automática, mesmo com a ressalva de que Libertadores/Sul-Americano são negociados pela Conmebol e o Mundial pela FIFA.

 

Exceção à regra

A conquista da Band, no instante em que anunciou a transmissão do Mundial, foi uma grande surpresa em todo o mercado e que até agora deixou na cabeça de todos a seguinte questão: como a direção do SBT pode bobear desse jeito?

 

Explicação

Baseado tão somente em informações dos bastidores, a explicação é que o SBT não quis apostar.

Ou arriscar tomar prejuízo num evento de tiro curto, já que tem equilibrado o pacote comercial da Libertadores.

 

Por outro lado

A Band, procurada pela FIFA para comprar o Mundial, decidiu topar a parada, sabendo os riscos que corria ao transmitir.

Arriscou e parece que se deu bem. Em audiência, sem dúvida alguma, os números aí estão. E na parte comercial também.

 

Encrenca - 1

Edmundo estuda a possibilidade de processar Renata Mendonça por calúnia e difamação.

A jornalista da Globo afirmou que o comentarista da Band repetiu um clichê racista durante a transmissão da final do Mundial de Clubes ao opinar que Lukaku, do Chelsea, era “desprovido de técnica”. O ex-jogador comunicou que entrará com um processo caso haja viabilidade jurídica.

 

Encrenca – 2

Nos bastidores, o comentário é que Renata Mendonça violou um trecho dos Princípios Editoriais do Grupo Globo. O documento de ética da empresa deixa expresso que manifestações do tipo devem ser evitadas em redes sociais.

Diz o trecho: "O jornalista do Grupo Globo, sem exceção,  não pode, por óbvio, criticar colegas de suas redações ou de redações de competidores nas redes sociais".

 

Papel importante

Maha Sati será Janaína na nova série da GloboPlay, “O Jogo que Mudou a História”, mulher do protagonista Gilsinho, traficante vivido por Jonathan Azevedo.

Gravações entre abril e junho.

 

É por aí

É um grande engano medir a iniciativa da Rede TV!, ao transmitir o Super Bowl, um dos eventos mais importantes do mundo, pela audiência registrada. Queriam o quê?

A sua audácia é que deve ser reconhecida. Assim como em outros tempos, conseguiu valorizar a Série B do Brasileiro e o MMA.

 

Falta um sacode

É sempre muito complicado, porque também tem que atender a parte comercial, mas a Globo precisa dar um embalo diferente nas provas do líder e bate-volta do “BBB”.

Estão meio que repetitivas.

 

Pandemia

Os trabalhos de “Mar do Sertão”, substituta de “Além da Ilusão” na Globo, já estão sofrendo atrasos por causa da pandemia.

Em relação a essa trama do Mário Teixeira, as suas primeiras gravações têm que acontecer em locações fora do Rio, o que complica bem as coisas. No antigo Projac, há mais facilidade em lidar com protocolos.

 

Tem Corinthians

O futebol da Record terá novamente o Corinthians, nesta quarta-feira, desta vez frente ao São Bernardo.

No Rio, também a partir das 21h30, Volta Redonda e Fluminense.

 

Streaming

Escrita por Walther Negrão, “Tropicaliente” entrou em cartaz ontem no Globoplay e Carolina Dieckmann, que viveu um dos principais papéis, falou sobre essa volta.

“A novela era tão linda, o elenco era tão querido, as lembranças que eu tenho são muito boas. Toda a equipe sempre cuidando de mim e se preocupando...”, comentou a atriz. A personagem Açucena foi muito marcante para Carolina.

 

 

Bate – Rebate

  •       Pelo menos até ontem, a Band ainda não tinha uma definição sobre o produto que substituirá o “Duelo de Mães” na grade de sábado.
  •       A saída de Flávia Viana da apresentação do “TV Fama”, comunicada ontem, não será a única mudança do programa...
  •       ...Segundo o pessoal de lá, outras alterações acontecerão “em breve”.
  •       Mauro Tagliaferri, da Rede TV! e Nova Brasil, esteve na Jovem Pan. Mas só esteve. Nada além disso.
  •       Se a saída da Fátima Bernardes está resolvida e será em 4 de agosto, a Globo ainda estuda o futuro do “Encontro”...
  •       ...A ideia é seguir com um programa nas manhãs, com novos apresentadores. No plural mesmo.
  •       Alta direção da Band fez um apelo para José Luiz Datena desistir da candidatura ao Senado...
  •       ...Desta vez, ao contrário das outras, ele diz que está bem disposto a encarar o desafio.
  •       A atriz Rosi Campos também se acertou com a HBO Max.
  •       “Todas as Garotas em Mim”, série da Record, agora  vai fazer externas em Gramado e Canela, no Rio Grande do Sul.

 

C´est fini

Isabella Fiorentino e Arlindo Grundi fizeram questão de elogiar a escolha de seus substitutos no “Esquadrão da Moda”, Renata Kuerten e Lucas Anderi, em contato com os colegas. O programa, com seu novo formato, estreia no próximo sábado, às 21h30.   

 

Ficamos assim. Tchau!

Comentários
×