Saúde define grupos prioritários para testes de covid-19

Trabalhadores da saúde, segurança e educação sintomáticos devem se testar.

Da Redação

Divinópolis recebeu, nesta semana, a Nota Técnica nº 1/SES/SUBVS-CELP/202, orientações do Estado para a testagem para covid-19 em Minas Gerais. O objetivo é orientar a implementação de critérios de priorização para uso dos testes de diagnóstico para a doença em locais com disponibilidade de testes e/ou capacidade operacional limitadas.

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), fica definido as seguintes orientações para testagem de covid-19 em Minas Gerais:

Pacientes SINTOMÁTICOS pertencentes aos grupos:

  • Casos de SRAG que exigem hospitalização devido a sintomas respiratórios;
  • Trabalhadores da saúde, ILPI's, educação e da segurança pública;
  • Gestantes e puérperas;
  • Indivíduos com condições clínicas de risco;
  • População ou grupo social de alta vulnerabilidade (indígenas, quilombolas, ciganos, circenses e população em condições de rua);
  • Pessoas não vacinadas ou com apenas uma dose de vacina.

Conforme protocolo clínico do município de Divinópolis, atualizado em 13 de janeiro deste ano, entende-se por condições clínicas de risco para complicações da covid-19: 

  • Doenças cardíacas descompensadas: o Insuficiência cardíaca mal controlada o Doença cardíaca isquêmica descompensada
  • Doenças cardíacas congênitas
  • Doenças respiratórias descompensadas o DPOC e asma mal controlados o Doenças pulmonares intersticiais com complicações o Fibrose cística com infecções recorrentes
  • Displasia broncopulmonar com complicações
  • Crianças com doença pulmonar crônica da prematuridade
  • Doenças renais crônicas em estágios avançados (estágio 3, 4 e 5) e pacientes em diálise
  • Imunossupressão ou imunodepressão por doenças e/ou medicamentos o Transplantados de órgãos sólidos e de medula óssea
  • Portadores de doenças cromossômicas e com estados de fragilidade imunológica
  • Diabetes descompensada
  • Gestante de alto risco
  • Doença hepática em estado avançado
  • Obesidade grau III (IMC ≥ 40 kg/m2)

 
As orientações podem mudar de acordo com novas condutas recomendadas pelo Ministério da Saúde, órgãos internacionais e avanços científicos.

Comentários
×