Roubo a motocicletas caíram pela metade, afirma PM

Comparativo inclui dados de janeiro a abril; suspeito encurralado por motoboys foi solto por falta de provas

 

Bruno Bueno

Uma ocorrência inusitada chamou atenção de quem passava pela rua Rio de Janeiro, Centro de Divinópolis, na última quinta-feira. Cerca de 50 entregadores de delivery “caçaram” dois adolescentes acusados de furtar e roubar motos na cidade. Um deles conseguiu fugir, mas o outro foi encurralado e, depois, detido pela Polícia Militar. 

De acordo com motoboys, a incidência desses crimes aumentou nos últimos meses. No entanto, dados da Polícia Militar (PM), divulgados com exclusividade ao Agora na tarde de ontem, mostram que o número de roubos a motocicletas caiu 50% entre janeiro e abril deste ano na cidade. Os registros foram comparados ao mesmo período de 2021.

 

Estratégias

O assessor de comunicação da 7ª Região de Polícia Militar, tenente Rodolfo Andrade, detalhou à reportagem algumas das estratégias utilizadas pela corporação para evitar a prática desse tipo de crime.

— O comandante da 7ª Região de Polícia Militar, coronel Wemerson Lima, em conjunto com o chefe do 23º Batalhão, tenente-coronel Erlando Ferreira, tem pensado táticas de polícia e a nossa frota tem se movido para reduzir os crimes violentos e homicídios que cuidamos especificamente neste fim de semana — disse.

O trabalho, segundo o militar, é realizado em conjunto com o serviço de setor de Inteligência da PM

— Essa questão do comprometimento e, principalmente, as estratégias são importantes. Isso acontece a partir do posicionamento de uma viatura, das análises estatísticas por meio da nossa Inteligência, das abordagens que ajudam na prevenção e na análise criminal em um trabalho conjunto — afirmou.

Um exemplo das estratégias utilizadas para impedir crimes de roubo foi realizado neste fim de semana. Desencadeada em todos os 50 municípios do Centro-Oeste, incluindo Divinópolis, a operação de Prevenção ao Crime Violento, em especial os relacionados à vida, contou com a presença de diversos policiais. Aeronaves sobrevoaram diversos municípios à procura de criminosos.

— A operação teve por escopo a saturação do policiamento ostensivo nas principais vias das cidades e a execução de ações de repressão qualificada em pontos estratégicos, tudo isso com o objetivo de aumentar a sensação de segurança entre a população e coibir a prática de crimes violentos, particularmente os praticados contra a vida — informou a assessoria da 7ª Região em nota.

 

Solto

O adolescente de 17 anos encurralado pelos motoboys na última quinta-feira foi liberado na mesma noite. De acordo com informações da Polícia Militar, não houve flagrante e nem provas de que ele teria cometido atos infracionais.

— Como não foi constatado nenhum ato, o adolescente foi entregue à guarda de sua genitora — pontuou.

O segundo ainda não foi localizado. A assessoria também informou que os motociclistas proferiram “palavras de ordem” contra os dois.

O outro indivíduo fugiu do local e não foi localizado.

Em vídeo publicado nas redes sociais, um motoboy convida os colegas profissionais a participarem do momento.

— Aí, gente, o cara que está roubando as motos da turma está em um hotel no Centro, achamos ele aqui agora, ele correu aqui dentro, estão todos os motoboys aqui já, quem estiver de plantão pode chegar porque a gente pegou, agora pegou — disse.

 

Delegacia

A reportagem também questionou a Polícia Civil sobre o fato. Até o fechamento desta página, por volta das 17h30 de ontem, não obteve resposta.

Comentários
×