Queda de helicóptero mata ministro do interior da Ucrânia e outras 14 pessoas

Da Redação

A queda de um helicóptero nos arredores de Kiev, na Ucrânia, nesta quarta-feira, 18, matou o ministro do Interior do país, Denys Monastyrsky, e outras 14 pessoas, entre elas três crianças. Até a última atualização desta notícia, ainda não se sabia se a queda foi um acidente ou ocorreu por conta de um ataque russo, o que tem sido comum na região.

O governo ucraniano confirmou a morte do ministro de Interior na queda. O cargo é um dos mais importantes do país - o chefe da pasta é o responsável pelas Forças Armadas e, por isso, uma das principais peças na guerra na Ucrânia.

Além de Monastyrsky, estavam no helicóptero o vice-ministro do Interior, Yevhen Yenin, e o secretário de Estado do Ministério de Assuntos Internos, Yuriy Lubkovych. Ambos também morreram. Inicialmente, o governo ucraniano havia dito que o número de mortos era de 18 pessoas.

A queda ocorreu no início da manhã em um bairro residencial de Brovary, município a 25 quilômetros do centro de Kiev. A capital ucraniana e os arredores têm sido alvo constante de bombardeios russos desde o fim do ano passado.

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zenlensky, chamou o caso de —uma terrível tragédia—.

—A dor é indescritível— disse Zelensky, que havia nomeado Monastyrsky no início de seu governo.

O governador da região de Kiev, Oleksiy Kuleb, afirmou que três crianças estão entre os mortos. O governo local disse que o helicóptero atingiu uma creche durante a queda.

Dos 15 mortos, nove eram passageiros do helicóptero e outros seis estavam próximos ao local da queda. Outras 29 pessoas ficaram feridas, 15 delas crianças, ainda segundo o governo local.

O helicóptero era do modelo Super Puma, de fabricação francesa, e pertencia ao governo da Ucrânia.

Conteúdo: g1

 

 

Comentários
×