Primeira deputada da história, Lohanna prevê oposição a Zema

Vereadora garante que vai ajudar Gleidson e deixa diferenças ideológicas para parabenizar demais eleitos

 

Bruno Bueno

Lohanna França (PV) fez história mais uma vez. Com a bagagem de ter sido a vereadora eleita com a maior votação na história de Divinópolis em 2020, ela garantiu uma vaga na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) com mais de 67 mil votos. Além dos números impressionantes, Lohanna se tornou a primeira deputada na história de Divinópolis.

Em entrevista exclusiva ao Agora na tarde de ontem, a nova representante da Cidade do Divino no Legislativo Estadual, traçou as principais pautas, parabenizou os demais eleitos, garantiu que ajudará o prefeito de Divinópolis, Gleidson Azevedo (PSC), e indicou oposição ao governador reeleito Romeu Zema (Novo).

Zema 

Lohanna declarou apoio a chapa derrotada de Kalil (PSD) ao Governo de Minas durante a campanha. Devido ao alinhamento político, ela já indica que deve fazer parte da oposição de Zema na Assembleia.

— Não entro como oposição. Mas, provavelmente, devo caminhar para esse lado conforme o tempo. A gente sabe que o comportamento do governador com os professores, educação e meio ambiente é bélico e desrespeitoso. Eu temo o que ele poderá fazer já que foi reeleito em 1º turno, já que ele vai estar muito corajoso. Mas ele terá uma bancada pronta para enfrentá-lo —  justifica.

Ela aproveitou para criticar o trabalho feito pelo governador durante os primeiros quatro anos de mandato.

— Eu espero que o divinopolitano não se esqueça que ele passou quatro anos para assinar o edital de abertura das obras do Hospital Regional e fez três dias antes da eleição. Ele riu da saúde do divinopolitano, do Centro-Oeste e debochou de todos nós. (...) Ele prometeu dinheiro de desastre e entregou muito pouco (...) — relembra.

Futuro

Lohanna deixa a Câmara antes do fim do mandato. Mesmo com votações expressivas, a deputada eleita garante que, por enquanto, seu foco é concluir sua passagem pelo Legislativo divinopolitano. 

— A responsabilidade que o cargo de deputada estadual me trouxe faz com que eu não consiga pensar em outros passos. Eu preciso me concentrar no agora, terminar meu mandato, passar para o meu suplente da melhor maneira possível e fazer um bom trabalho como deputada — afirma.

Os mais de 67 mil votos não surpreenderam Lohanna, que já esperava uma grande apreciação do público. Ela teve 25 mil votos somente em Divinópolis.

— A gente estava esperando cerca de 20 mil votos na cidade, mas eu sabia que nossa cidade poderia surpreender positivamente. A questão da falta de liderança feminina dói em muitas mulheres. Eu ouvi isso na nossa caminhada. Percebi que havia um espaço para o crescimento. Foi bom que aconteceu — ressalta.

Outros candidatos

Lohanna também falou sobre os demais candidatos eleitos.

— A minha fala vai retirar as questões ideológicas. Sou muito diferente deles [Cleitinho, Domingos Sávio e Eduardo Azevedo]. Dito isso, no ponto de vista da cidade e região, é muito positiva a eleição do Cleitinho. Domingos também, já que a maioria das obras da cidade são feitas com emendas parlamentares que vem dele. E também o Eduardo, que vai intensificar a luta por Divinópolis na ALMG (...) — aponta.

Ela também enfatizou que está aberta a formar uma aliança com os demais eleitos em prol do município.

— Do ponto de vista ideológico eu discordo completamente dos três. Porém tenho certeza que nós saberemos nos unir e colocar Divinópolis e o Centro-Oeste em primeiro lugar. Eu, pelo menos, tenho essa disposição — enfatiza.

Pautas

A vereadora garante não se intimidar com o alto número de candidatos com pautas contrárias às dela que foram eleitos.

— Eu tenho interesse em estar em algumas comissões como da Educação, Cultura e outras que tenho afinidade. Vou trabalhar para conseguir viabilizar meu nome para estar nelas. A de Educação é sempre uma das mais disputadas. (...) Não entro com pré-disposição para ser inimiga de ninguém e, sim, trabalhar pelo povo mineiro — esclarece.

Ansiosa para iniciar o mandato na capital mineira, Lohanna traçou as principais pautas que pretende defender na ALMG.

— Minha prioridade continua sendo educação. Lutar e provocar juridicamente se for necessário o Governo de Minas no que tange, por exemplo, a evasão escolar. Garantir também o envio de verbas para a cultura nas cidades pequenas. Lutar pelo nosso cerrado que está entregue. São essas três áreas que tenho o principal foco (...) — acrescenta.

Substituto

Piriquito Beleza (CDN) substitui Lohanna na Câmara. Mesmo com pautas diferentes, a deputada aposta que o colega fará um bom trabalho.

— Piriquito foi um parceiro e ajudou demais na nossa eleição. Faço votos que ele realize um excelente mandato. Porém nós temos diferenças. Ele é um vereador regionalizado, enquanto eu tento pensar mais a cidade. Mas eu tenho certeza que o Piriquito é capacitado para exercer um ótimo mandato. Ele já me disse que terei portas abertas para conversarmos — disse.

Lohanna encerrou agradecendo pela expressiva votação. 

— Divinópolis agora tem uma deputada. A primeira mulher não só da cidade, como da nossa microrregião. Eu fui vereadora de quem gostava ou não de mim. De quem votou ou não em mim. A eleição passou e agora eu sou a deputada de quem votou ou não em mim, de quem gosta ou não de mim. Estou aqui para trabalhar e ajudar o prefeito Gleidson na nossa cidade. Vamos orgulhar todos vocês — finaliza.

Comentários
×