Prefeitura de Divinópolis anuncia investigação interna dos gastos na Educação

 Na mira de uma CPI, os gastos da Secretaria de Educação (Semed) também serão investigados internamente pela própria Prefeitura de Divinópolis. Através da Portaria 04/2022. o prefeito Gleidson Azevedo (PSC) instaurou uma sindicância para apurar “possível vício em processo administrativo licitatório para adesão à ata de registro de preços” na pasta. 

A decisão atende a recomendação da Procuradoria-Geral do Município. 

A comissão responsável por conduzir a investigação será formada pelo procurador-geral, Leandro Luiz Mendes, o controlador-geral, Diogo Andrade Vieira, e o secretário de Administração, Thiago Nunes Lemos.

— A comissão ficará desde logo autorizada a praticar todos os atos necessários e pertinentes ao desempenho de suas funções, delegando-a o poder para requisitar quaisquer informações e/ou documentos junto aos órgãos e setores da Administração Municipal, bem como depoimentos, que se julgar necessários ao esclarecimento de fatos pertinentes ao objeto da Sindicância — determina o decreto.

Os membros terão o prazo de 30 dias, passível de prorrogação, para concluir a análise.

Comentários
×