Preços das frutas e verduras recuam 8,7%

Melhora nas condições climáticas foi a principal causa das reduções dos preços

Da Redação

O preço médio dos hortigranjeiros (frutas, hortaliças e ovos) recuou 8,7% em maio no comparativo com abril, no atacado do entreposto de Contagem, o maior fornecedor do gênero para todo o estado. Entre as hortaliças, a queda foi de 13%, enquanto nas frutas foi de 4% e nos ovos, 2,2%. A melhora nas condições climáticas em relação ao início do ano, o que elevou a oferta no mercado, é a principal causa das reduções de preço. Entretanto, a recomendação para o consumidor é pesquisar bastante, uma vez que no inverno com a chegada de ondas de frios, podem pressionar valores de alguns alimentos, como as verduras de folhas.

Hortaliças 

Entre as hortaliças, os produtos que mais influenciaram a queda foram cenoura (-45%), tomate longa vida (-43,2%), moranga híbrida (-31%), beterraba (-25,3%) e pimentão (-21,1%). Das hortaliças que ficaram mais caras, os destaques foram cebola amarela (27,7%), mandioca (26,3%) e quiabo (15,8%). 

Frutas

Entre as frutas, os destaques das reduções de preços foram tangerina-ponkan (-25,5%), mamão-havaí (-21,3%), banana-nanica (-19,6%), banana-prata (-14,7%) e mamão-formosa (-12,4%). Já os principais aumentos foram verificados com morango (82,9%), manga (23,9%), goiaba (13,3%) e abacate (2,6%).

Preços 

A reportagem esteve em loja de rede de supermercado na tarde de ontem e verificou que muitos itens bastantes usados na alimentação do dia-a-dia dos brasileiros estão com os preços menores. Por exemplo, a cebola branca, repolho e a abóbora italiana estavam sendo vendidos por R$ 2,99. A batata saia por R$ 3,69, moranga a R$ 1,49, chuchu a R$ 4,49 e beterraba a R$ 2,59. Já na parte das frutas, o limão taiti estava sendo comercializado a R$ 1,99, a banana prata a R$ 3,99, melancia a R$ R$ 2,79, a mexerica ponkan  a R$ 2,99 e laranja pera rio estava a R$ 3,99.

— A queda dos preços em maio refletiu positivamente no transcorrer deste mês de junho. Como no caso da cenoura vermelha que chegou a ser comercializada a quase R$ 10 e agora sai a R$ 3,49. O mesmo caso do pimentão verde, que também chegou na casa dos R$ 10 e hoje é vendida a R$ 5,99. O consumidor tem que ficar atento é nas verduras de folhas, porque com o frio e as possíveis geadas, podem fazer que caia a oferta e os preços subam — explicou o gerente, Walter Wagner.

Já para a dona de casa Conceição Ribeiro, a melhor opção é levar só os itens que estão em ofertas.

— Só levo produtos que entram na promoção, assim mesmo olho os preços em outros lugares, como no sacolão. E, se for preciso, troco os itens, como na semana passada a laranja estava mais cara, então levei melancia — disse.

Opções

Outras opções são as frutas e verduras de época, assim há diversas vantagens em priorizar os produtos sazonais. 

— Além de estarem mais frescos, estes produtos são vendidos a preços mais acessíveis e podem ser uma ótima opção dentro do cardápio de uma família — completou Walter Wagner. 

 

Comentários
×