Preço da gasolina e do álcool tem redução

Valor médio comercializado ficou em R$ 6,75; previsão é de estabilidade nos próximos dias

Jorge Guimarães 

A queda do preço do etanol já pode ser sentida nas bombas dos postos da cidade e, consequentemente, no custo da gasolina. Nesse sentido, os proprietários de automóveis tiveram uma pequena queda nos gastos, 2,31% e 6,27%, respectivamente, em relação aos últimos 30 dias. A redução se deu graças à ótima safra de açúcar. E, como a composição da gasolina leva, atualmente, 27%, de etanol, o preço do combustível também teve seu valor reduzido. 

 

Preços

Segundo pesquisa realizada pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) em oito postos de combustíveis em Divinópolis, o preço médio praticado na gasolina é de R$ 6,75, o mais baixo R$ 6,69 e o mais alto ficou em R$ 6,89. Já o custo médio do etanol ficou em R$ 4,78, o mais baixo encontrado R$ 4,59 e o mais alto de R$ 4,99.

— O preço da gasolina teve queda devido ao preço do etanol baixar também. Estamos com uma ótima safra de cana de açúcar, o que possibilitou aos usineiros baixar o preço. Em janeiro chegamos a ultrapassar os R$ 7 na gasolina e agora o preço médio está em R$ 6,75. Valores esses que devem continuar estáveis nos próximos dias — avaliou o empresário do setor, Eduardo Print Junior. 

Centro-Oeste 

Na região, as cidades de Formiga e Pará de Minas são as que têm o preço médio da gasolina mais alto,  R$ 6,95. Já em relação ao custo do etanol, o município de Itaúna registrou o maior valor, R$ 5,12.

— Como eu viajo a região toda, antes de pegar estrada procuro me inteirar dos preços nas cidades por onde vou passar. Mesmo tendo os meus postos de preferência, devido à qualidade do combustível, faço uma pesquisa antes, bem como converso com meus amigos que estão rodando no trecho — avalia o representante farmacêutico, Marcos Braga Rodarte.

 

Comentários
×