Passagens aéreas vão sofrer reajuste nas próximas semanas

De janeiro a março deste ano preço do litro do querosene aumentou 15%, afirma ANP

 

Da Redação

Com o avanço da vacinação e as baixas das restrições sanitárias, que impediam ou limitavam os deslocamentos, devido à pandemia da covid- 19, um dos segmentos que se viu animado com a recuperação, em meio ao período de férias, foi o do turismo. Mas nem tudo acontece como a população espera. Nessa retomada de crescimento, de acordo com sua estratégia de seguir o mercado internacional, a Petrobras veio com aumentos seguidos dos combustíveis estratégia esta que foi atingida pela alta dos preços, em razão do aumento dos commodities,  devido à guerra entre a Rússia e a Ucrânia.

 

Preços

Diante desses fatos, as principais companhias aéreas do país podem anunciar aumento das passagens nas próximas semanas. Isso porque o último reajuste da Petrobras aumentou em 18% o valor do querosene de aviação (QAV), o que pode impactar em até 30% no preço das passagens aéreas. E de acordo com a Agência Nacional de Petróleo (ANP), de janeiro a março deste ano, o custo do litro do QAV aumentou 15%, passando de R$ 3,44 no início de janeiro para R$ 3,98 no começo de março. 

— A medida pega as companhias em um momento delicado, interrompendo o movimento de recuperação do turismo doméstico, ou até mesmo internacional, com a baixa do dólar nos últimos dias, o que atinge diretamente a nós, das agências de turismo — avalia o empresário do setor, Antônio Batista Gomes. 

Comentários
×