Parceria entre PM, população e empresários gera resultados positivos na redução da criminalidade

Várias prisões já foram efetuadas graças ao projeto Espelhamento Digital

 

Da Redação

A parceria entre a Polícia Militar (PM) de Divinópolis e demais municípios que pertencem à área do 23º Batalhão e à 7ª Região da PM, a comunidade e empresários vem gerando bons resultados. Com o Espelhamento Digital, projeto pioneiro no Centro-Oeste de Minas Gerais, é possível identificar e apreender suspeitos com maior facilidade, utilizando câmeras de segurança. 

Assim, com o projeto e o sistema de monitoramento por câmeras Olho Vivo em Divinópolis e demais regiões, os resultados estão sendo efetivos na redução da criminalidade, especialmente a violenta. Na última sexta-feira,  por exemplo, dois suspeitos de roubo e tentativa de homicídio foram presos, após serem identificados pelas câmeras externas de residências. São diversas  espalhadas pelas cidades em que os proprietários aderiram ao projeto. 

 

Roubo

Um homem foi preso na tarde desta sexta, 18, suspeito de roubar roupas e uma quantia em dinheiro em uma loja, armado com uma faca, na rua Pernambuco, em Divinópolis. A prisão só foi possível após o fornecimento das imagens pelo Espelhamento Digital.

A PM tem acesso [às imagens] de forma instantânea. Então, assim que recebemos as informações, o Olho Vivo conseguiu acompanhar, identificou o suspeito e acionou a viatura mais próxima, para poder abordá-lo — informou o aspirante Brenner Costa e Silva , em entrevista ao Agora.

Ainda segundo ele, o projeto amplia a vigilância da PM e, nesse crime, facilitou na localização do suspeito.

Através dessas imagens, em um local relativamente distante do fato, a gente conseguiu prender o suspeito na avenida 1º de Junho, quase na praça da Catedral — divulgou.

A prisão, de acordo com o aspirante, foi um sucesso.

As câmeras que a gente teve acesso possibilitaram que as pessoas que trabalham com o olho vivo identificassem o suspeito. A operação culminou num resultado muito bom e a gente faz o possível para proteger a sociedade — finalizou.

O suspeito, que confessou o crime e já possuía outras passagens por roubo na região central da cidade, foi encaminhado à delegacia. 

A primeira vez que uma prisão foi efetivada em Divinópolis através do projeto foi numa quinta-feira, no dia 20 de janeiro. Dois homens, de 19 e 20 anos, foram presos, suspeitos de roubar uma quantia em dinheiro e celulares de um estabelecimento comercial no Centro da cidade.

O monitoramento das câmeras do Espelhamento Digital mostrou que os suspeitos se esconderam durante a fuga, em um bar. Assim, as viaturas deslocaram ao local, guiadas pelas orientações dos operadores das câmeras, e efetuaram a prisão de ambos.

Nessa ocorrência foram recuperados mais de R$ 700,00 e três celulares, além de 21 buchas de maconha apreendidas na casa de um dos suspeitos, no bairro Jardinópolis. 

 

Tentativa de homicídio

Também na última sexta, 18, outra prisão foi possível através do monitoramento feito pelas câmeras. A PM de Nova Serrana flagrou dois suspeitos agredindo fisicamente uma mulher de 33 anos, no Centro.

Por meio das câmeras do Olho Vivo foi possível localizar os suspeitos, um homem de 30 anos e uma mulher de 34. Segundo informações da PM, a mulher tinha um mandado de prisão.

Os suspeitos foram encaminhados para a delegacia de Polícia Civil de Nova Serrana. Já a vítima foi socorrida e levada até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

 

Espelhamento Digital

O projeto, criado após uma parceria entre a 7ª RPM e o Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet), consiste no acesso remoto a imagens de circuitos de câmeras privadas, seja de casas, prédios ou empresas. 

O cidadão fornece o acesso remoto a essas imagens de câmeras instaladas na área externa de suas residências e, assim, com o sistema de monitoramento da PM, é possível não só potencializar o alcance da vigilância, prevenindo demais ocorrências, mas também facilitar a apreensão dos autores de diversos crimes. 

O aspirante Brenner afirmou que os bons resultados só são possíveis por meio da parceria com a comunidade.

A maioria do sucesso das nossas operações só se dá em razão do cidadão divinopolitano, que, através de denúncias, acaba trazendo informações para a polícia fazer o trabalho — ressaltou.

Os interessados em fornecer o acesso às câmeras externas de suas residências devem entrar em contato com a PM, em horário comercial, pelo número (37) 3301-0108, para compartilhar demais informações e tirar dúvidas relacionadas ao projeto.

 

Comentários
×