Orgulho Divinopolitano homenageia 12 mulheres negras de Divinópolis

Solenidade foi realizada como forma de homenagem pelo Dia Internacional da Mulher Negra, Latina Americana e Caribenha

Da Redação

Doze mulheres negras receberam a homenagem Orgulho Divinopolitano. A solenidade de entrega dos certificados aconteceu na segunda-feira, 25, no Centro Administrativo. A iniciativa é da Secretaria de Governo (Segov).  A solenidade foi realizada como forma de homenagem pelo Dia Internacional da Mulher Negra, Latina Americana e Caribenha, e também pelo Dia de Tereza de Benguela e Dia Nacional da Mulher Negra, comemorados no mesmo dia. 

Homenageadas

Nesta edição, 12 mulheres foram homenageadas com o certificado de Orgulho Divinopolitano, como a vereadora Ana Paula do Quintino (PSC); a jornalista Ana Paula da Silva e a presidente do Instituto Helena Antipoff (IHA), Carla Aparecida Borges. 

A atriz Cláudia de Oliveira, a advogada Élia Santos e a ativista Elizane Santos também receberam as homenagens.

 Além disso, a ativista Maria Catarina Laborê, a contadora de histórias Mariana Bernardes, a agente administrativa Marilza Eloi e a conselheira Miriam Ferreira também receberam o certificado, juntamente com a motorista Roselane de Fátima e a cantora Vanilda de Oliveira.

Celebração

O prefeito Gleidson Azevedo (PSC) cumprimentou as homenageadas e falou sobre a importância do combate ao racismo. 

— Quero cumprimentar todas as homenageadas pela importante data. Durante toda a minha vida estive cercado de mulheres negras que me marcaram muito. Do fundo do meu coração, eu não consigo olhar para o ser humano e distinguir cor, eu só vejo ser humano. Infelizmente vivemos em um país preconceituoso e precisamos mudar isso — disse.

Ele também expressou apoio à valorização da mulher.

— Contem comigo nesta luta e que, todo ano, possamos homenagear mulheres de destaque como vocês — ressaltou.

A vice-prefeita e secretária de Governo, Janete Aparecida (PSC), destacou a luta da mulher negra. 

— Nenhuma mulher é menos ou mais pela profissão que ocupa e, neste evento, homenageamos mulheres negras de várias profissões. Todas nós, mulheres, somos capazes e podemos ocupar o espaço que a gente quiser. Mas nós sabemos que a luta da mulher negra para ter o destaque que vocês têm é muito pior, mas vamos vencer — afirmou.

Ela ainda citou a homenagem como o reconhecimento à luta de cada uma das homenageadas.

— Que o Deus que cada uma acredita olhe e guarde cada uma de vocês e que vocês não deixem essa luta morrer jamais. O preconceito ainda permanece, mas a nossa luta é maior pois a gente tem coragem de levantar a cada dia e mostrar que podemos fazer a diferença. Parabéns às homenageadas e todas as mulheres negras — finalizou

Também estiveram presentes o secretário municipal de Cultura, Diniz Borges, servidores municipais, familiares e amigos das homenageadas. A servidora, cantora e homenageada Negra Val apresentou músicas do seu repertório, acompanhada do violonista Wallison Derciliano.

Iniciativa 

O título de Orgulho Divinopolitano, concebido pelo Governo Municipal, foi idealizado pela vice-prefeita e secretária de Governo, Janete Aparecida, para reconhecer institucionalmente os destaques de Divinópolis nas mais diversas áreas.

Comentários
×