Organização de evento busca artistas para substituir Marília Mendonça

Cantora se apresentaria em Divinópolis na próxima sexta; situação parecida também aconteceu com Cristiano Araújo

 

Bruno Bueno

A expectativa dos fãs da cantora Marília Mendonça para o show que estava marcado para a próxima sexta, 12,  no espaço Davinci era enorme. A artista não se apresentava em Divinópolis desde 2019, último ano da Divinaexpo, antes da pandemia. Eufóricos, os fãs compraram grande parte dos ingressos antecipadamente. A ansiedade, no entanto, se transformou em tristeza. A cantora de apenas 26 anos morreu em um acidente de avião na última sexta, 5, em Caratinga, região Leste de Minas Gerais. O produtor da cantora, Henrique Ribeiro, que já atuou na Lucs Produções, responsável pela parte artística da Divinaexpo, o tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho, o piloto Geraldo Martins e  o copiloto Tarciso Pessoa também perderam a vida.

O avião decolou de Goiânia com destino a Caratinga, onde Marília faria apresentação na noite de sexta. A queda do bimotor C90A não levou somente a vida da cantora, mas também deixou os fãs de coração partido, especialmente os divinopolitanos e muita gente da região que estavam ansiosos para reencontrar o maior nome feminino da música sertaneja no país. O evento na cidade foi adiado para uma data ainda indefinida. 

 

A reportagem entrou em contato na tarde de ontem com o empresário João Wellington, promotor da festa que leva o nome de um dos maiores sucessos da cantora: “Ciumeira”. Ele confirmou que a organização do evento busca outros artistas para substituir Marília.

— O acontecimento foi na sexta-feira. O escritório de todos os artistas estava fechado e eles estão abalados com a situação. Nós estamos fazendo a mesma coisa, quando o João Paulo da dupla com Daniel, o Leandro da dupla com o Leonardo e, mais recentemente, o José Rico e o Cristiano Araújo faleceram — disse.

 

‘Insubstituível’

Ele também declarou ao Agora que Marília é insubstituível, mas que é necessária a vinda de outro artista que a substitua à altura. O criador da JW Produções confirmou que os ingressos já comprados para o evento serão aceitos na nova data.

— Será feita uma troca na tentativa de substituir a Marília Mendonça à altura. Nós vamos anunciar o mais rápido possível. Os ingressos ainda continuam valendo e o show permanece no mesmo local. Até o momento — afirmou.

Nas redes sociais, o empresário publicou uma nota de homenagem para a cantora.

— Agora um anjo novo povoa o Além e uma estrela nova ilumina o céu. O mundo ficou mais pobre com a partida da nossa rainha Marília Mendonça, assim como nossas vidas também se empobreceram com a sua perda. Mas para sempre ela viverá em nossos corações, em nossas saudades e, principalmente, na memória — homenageou.

O Estrela do Oeste Clube, que também organiza o evento, prestou sua homenagem para Marília Mendonça.

— O Estrela lamenta profundamente a morte da cantora Marília Mendonça em um acidente aéreo ocorrido na tarde desta sexta-feira. Em 12 de novembro, a cantora estaria em Divinópolis realizando um show promovido pelo empresário João Wellington e o Estrela. Aos familiares, amigos e fãs dessa profissional ímpar, as nossas sinceras condolências — divulgou.

 

Cristiano Araújo

Esta não é a primeira vez que a morte inesperada de um cantor famoso ocorre à véspera de um show no município. Em junho de 2015, o cantor Cristiano Araújo morreu em um acidente de carro em Goiás, quando voltava de uma apresentação. 

Ele seria a atração principal da festa Joynina, que estava marcada a menos de um mês da morte do cantor. Dois dias depois, a organização da festa definiu os substitutos do artista. A dupla Fernando & Sorocaba se apresentou no evento e homenageou o sertanejo.

 

Produtor

Henrique Ribeiro, conhecido como Baiano, era produtor de Marilia Mendonça e também morreu na queda do avião. Ele havia produzido Cristiano Araújo e o levado ao topo do sucesso, depois de sua morte, e foi contratado pela “Rainha da Sofrência”. Henrique também trabalhou na Divinaexpo e na produção do cantor divinopolitano Thales Maia.

Nas redes sociais, Fernanda Costa, mãe de Bernardo, filho de Henrique, falou sobre a morte do produtor.

— Eu tenho certeza que Deus escolheu este dia porque sabia que eu precisaria de todo amor para aguentar essa perda. Foi o dia em que eu perdi uma das pessoas com o maior coração do mundo e também que mais me fez raiva, mas mesmo assim tivemos juntos o melhor presente de nossas vidas que foi o nosso filho Bernardo — declarou.

Comentários
×