Onde estavam eles?

Batendo Bola

 

José Carlos de Oliveira

 

[email protected]

 

Onde estavam eles?

De duas uma: ou os conselheiros da Raposa buscam apenas aparecer e ter seus 15 minutinhos de fama, ou não querem largar o osso que roeram durante anos de modo algum. Pois não encontro outra explicação para eles somente agora mostrarem suas caras e tentarem melar a negociação entre o clube estrelado e o ex-ídolo celeste Ronaldo Fenômeno, quando a realidade nos mostra que durante os últimos anos, e mesmo décadas, todos eles (sem exceção) se mostraram omissos quando dirigentes sem quaisquer escrúpulos estavam a depenar o clube estrelado.

 

Bom senso

Não sei o teor dos contratos que estão sendo feitos para tornar a SAF realidade – o que é de direito ou não de uma e outra parte, pois está tudo sendo mantido em sigilo, a sete chaves –, mas de uma coisa tenho certeza e plena convicção: pior do qe estava é impossível ficar. E a única solução possível para esse impasse, e para que ninguém entre em desgraça junto aos torcedores, é usar de muito bom senso nessas horas e tentar, a todo custo, costurar um acordo que mantenha o ex-jogador à frente do futebol do clube, pois essa é, sim, a única solução de momento.

 

Deram mole

E tem um pequeno, mas importantíssimo detalhe que torna a ação dos conselheiros, neste momento que o Cruzeiro se encontra, uma verdadeira piada. Se estavam mesmo preocupados de o clube vir a perder seus patrimônios, eles deveriam ter agido bem antes. E nem falo mais das administrações desastrosas que colocaram a Raposa em situação de pré-falência, mas pelo menos nos últimos dois anos, quando todos viam de perto que o clube não tinha como arcar com seus compromissos e se afundava a cada dia ainda mais no buraco em que foi metido. O time não tinha nem pernas para lutar em campo, tamanho os problemas que encontrava nos bastidores.

Com o clube amargando anos seguidos na Série B e levando sofrimento a seus milhões de torcedores, os tais conselheiros (alguns deles milionários) deram de ombros e deixaram o barco correr e agora me vêm com essa conversa de que no patrimônio do clube não se pode mexer. 

Vão procurar outra desculpa, manés, porque essa não cola. Deram mole, agora que aguentem o tranco.

 

É Ronaldo ou fechar as portas

E pelo pouco que é divulgado, a situação da Raposa é mais crítica que a torcida esperava ou sequer imaginava, e se conseguirem a proeza de melar a negociação como Fenômeno, que tratem de se esconder debaixo da cama, porque a China Azul não vai deixar barato, não, pois ela (assim como a grande maioria das pessoas) já entendeu que é acertar a vida agora com Ronaldo ou fechar as portas de vez.

E aí: o que vai ser, conselheiros?

 

Comentários
×