Oito estradas est√£o interditadas na cidade

Com risco de alagamentos e deslizamentos, algumas rodovias da região também foram bloqueadas

Bruno Bueno

Oito estradas em Divinópolis estão interditadas devido às chuvas que atingem a cidade. De acordo com a Prefeitura, em balanço divulgado na tarde de ontem, as vias foram fechadas por risco de alagamentos e deslizamentos.

Uma ponte que dá acesso a comunidade do Tamboril, em Santo Antônio dos Campos, está, conforme o Executivo, com risco iminente de queda. 

— A Prefeitura, por meio da Defesa Civil, informa que devido às chuvas dos últimos dias, a ponte localizada na zona rural na comunidade de Tamboril, Santo Antônio dos Campos, está com risco iminente, portanto, está interditada, sem condições de passagem. Ainda alerta que ninguém deve usar a ponte, inclusive pedestres — informou o Executivo em nota.

 

Riscos

Ainda de acordo com o Executivo, a rua São João del-Rei, entre as ruas Castelo Novo e Caratinga, no bairro Esplanada, também está na lista de estradas interditadas. Mesmo com o alerta, moradores continuam assumindo o risco e tentando passar pelo local.

— A Defesa Civil alerta que, na interdição da rua São João del-Rei, mesmo com queda de árvore, água por cima da ponte e sinalização de interdição, os motoristas estão insistindo em tentar passar, retirando cavaletes e fitas. No momento, todo o efetivo está deslocado para outras emergências e, no momento, não há condição de deixar agentes fixos nesse local — disse.

 

Candelária

O bairro Candelária, que possui diversas casas ribeirinhas, está com várias ruas interditadas. A Caraguatatuba está totalmente bloqueada e a rua Mar e Terra parcialmente.

A estrada que dá acesso à Cachoeira do Caixão, local frequentemente visitado por ciclistas da região, também está bloqueada. A via fica próxima ao encontro dos rios Itapecerica e Pará. Em vídeo publicado nas redes sociais na semana passada, a vice-prefeita Janete Aparecida (PSC) pediu que os moradores não passem pelo local.

— A qualquer momento pode haver uma nova atualização de locais interditados. Em caso de emergência os moradores devem ligar para a Defesa Civil através do telefone 199 ou pelo WhatsApp (37) 98825-2279. Os moradores também podem ligar para o Corpo de Bombeiros através do telefone 193 — informou a Prefeitura.

 

Porto Velho, Bela Vista e Niterói

A lista de vias bloqueadas passa por outros bairros da cidade. A rua Prudente de Morais, esquina com a rua Jovelino Rabelo, no Porto Velho, é uma delas. No Bela Vista, onde o rio Itapecerica tem histórico de inundação, a rua Tucuruçá, entre as ruas Machado de Assis e Monteiro Lobato, também está interditada.

A avenida Magalhães Pinto, no acesso à saída e entrada do bairro Niterói, está parcialmente bloqueada. De acordo com o Executivo, os moradores devem evitar os locais citados.

— Mesmo a pé ou de bicicleta as pessoas não devem passar por essas áreas inundadas, por vários motivos como ser arrastado, queda em buraco e ainda risco de choque elétrico, caso algum cabo de energia venha a rebentar por causa de queda de árvore — alerta.

 

Rodovias

O bloqueio de rodovias também é registrado em alguns pontos da região. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, às 14h de ontem, havia cerca de 82 pontos de interdição parcial e 27 pontos de interdição total entre as rodovias estaduais e federais de Minas Gerais.

No Centro-Oeste, o km 447 da BR-262 e o km 15 da LMG-801, próximos a Nova Serrana, estão parcialmente interditados devido a erosões na pista. Perto de Conceição do Pará, nos quilômetros 7 e 21, o alagamento da pista, devido ao nível do rio São João, que está aproximadamente 40 centímetros acima da ponte, provocou a interdição total dos trechos. 

A ponte sobre o rio Jacaré, em Lagoa da Prata, também foi totalmente bloqueada. Com risco de queda, o trecho, que fica na MG-170, também. Em Luz, na MG-176, o alagamento da pista também provocou o bloqueio total. A queda de uma barreira provocou a interdição de meia pista no km 14 da LMG-891.

Coment√°rios
×