Obras na avenida Paraná devem terminar no fim deste mês

A Prefeitura de Divinópolis, através da Secretaria Municipal de Operações e Serviços Urbanos (Semsur), está realizando uma grande obra de recapeamento e drenagem da Avenida Paraná. A obra se estende da Praça da Bíblia até a saída da cidade, na BR-494. A obra está sendo feita em três frentes diferentes que estão bem adiantadas em suas atividades. 

A obra tem 16.400 m² e tem previsão para ser concluída até final de maio. A ação teve início em 12 de abril, e vem de uma demanda populacional, além de uma situação emergencial pela situação ocasionada pelas chuvas. O investimento é com verba da própria prefeitura. Para a segurança dos que trafegam pela via, foram implementados desvios por ruas próximas. 

Foram estipuladas quatro etapas para o desenvolvimento da obra: estabelecimento da drenagem principal, instalação da rede de bocas de lobo, instalação dos poços de visitas (locais onde os técnicos poderão realizar reparos e vistorias, em caso necessário na rede de drenagem) e, por fim, o recape asfáltico seguido pela pintura e sinalização de trânsito que será realizada pela Secretaria Municipal de Trânsito, Segurança Pública e Mobilidade Urbana (Settrans). No momento, estão sendo finalizadas as instalações de manilhas e dos poços, para então preparar a via para receber o novo asfaltamento. 

A proposta inicial era apenas recapear a avenida, uma das principais da cidade, mas foi observada a necessidade de ampliação da rede de drenagem, que era insuficiente para captar a água da chuva de forma adequada, fazendo com que houvessem diversos pontos de alagamento e que o asfalto ficasse sempre danificado. 

Para descrever o processo que está sendo feito, as bocas de lobo duplas estão sendo implementadas e captarão a água nas guias do meio-fio, por onde a água das bacias de contribuição vai descer e chegar em uma caixa que é tubulada, indo para a rede de coleta principal, onde não causará mais danos à população. Quando essa implantação da drenagem é feita e as bocas de lobo são alocadas em lugares estratégicos, o terreno é compactado e a pista é limpa para receber o recape e a pintura. 

As estruturas utilizadas, como manilhas e aduelas são de concreto armado, além de tijolos de bloco cheio para a instalação dos postos de visita. São aproximadamente 30 bocas de lobo duplas instaladas.  

A obra também tem como objetivo a correção de erros de lançamento de água presentes na região.

Comentários
×