Natal farto para 150 famílias carentes de Divinópolis

Da Redação

O natal de 150 famílias carentes de Divinópolis será mais feliz e farto. A Associação Cultural de Educação Social e Artística (Acesa), gestora do Fazendo Arte, e o Instituto O Grito, de Ribeirão das Neves, da Região Metropolitana de Belo Horizonte, iniciaram a entrega de 150 cestas básicas em Divinópolis

A desempregada Kellen Cristina da Silva, 39 anos, do bairro São Simão, recebeu e comemorou os alimentos recebidos.

— Foi um presente de Natal. É bom ter comida na mesa. Eternamente agradeço a Acesa e Instituto Grito pelos alimentos — afirmou.

A aposentada Leonice Aparecida Ribeiro, 65 anos, moradora do Bairro Ponte Funda, disse que a cesta chega em momento complicado para a família.

— Cuido de quatro netos, tenho a guarda deles, não tenho pensão e hoje vivo de doações. Esta cesta básica ajudará nosso natal com a mesa farta — destacou.

A diretora Executiva do Fazendo Arte, ressaltou a importância de levar comida para famílias carentes do município.

— A missão da Acesa é oferecer proposta de inclusão sociocultural e qualificação profissional de jovens, no entanto, temos esse papel social de contribuir com as famílias carentes da cidade. Temos parcerias, como o Instituto O Grito que ajudou neste Natal a levar comida para quem mais necessita nas comunidades periféricas da cidade — afirmou Lenir.

A Acesa distribui cestas básicas na sede do Fazendo Arte no Centro e também nas comunidades: Lajinha, São Simão, Maria Helena e Terra Azul.

Ponte

Desde o ano passado, o Fazendo Arte faz parte da Rede Gerando Falcões em Divinópolis, que trabalha como ponte, através de uma rede com as ONGs conveniadas apoiando atendimentos de famílias vulneráveis.

O projeto tem visa fortalecer inclusão sociocultural e qualificação profissional de jovens desde 2002. Oferece sete oficinas: viola, violão, balé/jazz, hip-hop, danças folclóricas, canto popular e teatro.

O Fazendo Arte, neste ano, é aprovado pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura. A Gerdau e a Sidercentro do Grupo Ciafal são parceiras do projeto. O projeto completa 18 anos e, desde 2006, a Acesa faz a gestão do Fazendo Arte.

Comentários
×