Mulher atropelada por ônibus passa bem

Vítima de 35 anos estava no ponto quando foi atingida na rua Pernambuco; motorista, segundo empresa, é experiente

Bruno Bueno

Dezenas de pessoas se assustaram com um acidente que aconteceu na manhã de ontem, quando uma mulher, de 35 anos, foi atropelada por um ônibus enquanto esperava no ponto da rua Pernambuco, no Centro da cidade. A vítima, que foi atingida pelo retrovisor e pela parte lateral do veículo, estava ao lado da Companhia da Polícia Militar.

O Agora conversou com o diretor do Consórcio Transoeste, Felipe Carvalho, responsável pela empresa do ônibus que atropelou a mulher. À reportagem, ele informou que a vítima passa bem e que a situação foi uma fatalidade. O profissional também ressaltou que o motorista trabalha na empresa há mais de 20 anos.

 

Atendimento

O atendimento da vítima foi realizado pelo Corpo de Bombeiros. Segundo informações da corporação, a mulher teve um ferimento na região da nuca e foi encaminhada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Padre Roberto.

— Chegando ao local, os Bombeiros depararam com a vítima do sexo feminino, 35 anos, consciente, confusa e com um ferimento contuso na região occipital do crânio (nuca). A mesma foi devidamente socorrida pela guarnição, conduzida à UPA na unidade de resgate e entregue aos cuidados médicos da equipe de plantão — relatou.

 

Repercussão

As imagens registradas por uma câmera de segurança próxima ao local viralizaram nas redes sociais. Uma internauta, que se identifica como Kátia Menezes, ressaltou que a vítima estava ao celular durante o ocorrido.

— Os pés estavam sobre a calçada, a cabeça abaixada e voltada para a via. Vejam como o celular rouba toda a atenção tanto da vítima quanto de algumas pessoas que aparecem no vídeo. Tristes imagens que deixam uma certeza: quanto estamos insensíveis e dominados pelo celular — informou.

Outros internautas afirmaram que o motorista foi o culpado pelo acidente, alegando que ele estava em uma velocidade acima do permitido para o local e muito próximo da calçada.

 

Comentários
×