Muitas incertezas no ar

Batendo Bola

 

José Carlos de Oliveira

 

[email protected]

 

Muitas incertezas no ar

O Cruzeiro comemorou 101 anos no domingo, 2, com mais perguntas que respostas no ar. O tão esperado contato com o homem forte do futebol, o dono da SAF, Ronaldo Nazário, não aconteceu e a China Azul continua recebendo apenas pela imprensa, nem sempre confiável, as novidades sobre o time azul e branco e sua nova direção. Hoje já é dia de reapresentação e não se sabe ao certo nem quais os jogadores estarão  na Toca da Raposa para os trabalhos da nova temporada, quando o retorno à elite do futebol brasileiro é a principal meta.

 

Reforços

Dos nove nomes anunciados como reforços, um já tirou o corpo fora e nem em Belo Horizonte aparecerá. O lateral direito Pará, que não concordou com os novos termos de contrato e rescindiu o contrato antes mesmo deste entrar em vigor. O zagueiro Sidnei também não deve pintar por aqui. Algumas novidades são certas, mas o torcedor só terá certeza de quem é quem no clube. A nova direção (a equipe de profissionais que ajudará Ronaldo a comandar o clube) terá a palavra e falará de viva-voz o que veio realmente fazer por aqui. Até lá, somente especulação e muita conversa jogada fora é o que vai se ouvir. 

Até o momento, pelo noticiário da imprensa, só estão certos como reforços o zagueiro Maicon, o volante Filipe Machado e o atacante Edu. Todo o resto são meras especulações. 

 

Com covid

Ídolo da China Azul na década de 90, o atacante Ronaldo Fenômeno, que comprou 90% da SAF do clube estrelado, estaria presente em Belo Horizonte no domingo, no aniversário do clube, e poderia trazer luz a algumas dúvidas dos torcedores, acabou testando positivo para o covid-19 e teve que adiar este encontro, mas prometendo que ele acontecerá assim que for possível. E que seja o mais breve possível, porque de sofrimento os torcedores estão cheios, já bastaram os últimos anos.

 

No futebol

Em Belo Horizonte desde ontem, parte da equipe que trabalhará com Ronaldo já começa a colocar um pouco de luz em alguns pontos, principalmente naqueles que interessam mais de perto aos torcedores, que é o comando do futebol. Ao que parece, o executivo de futebol deverá ser Pedro Martins, vice-presidente de competições da Federação Paulista de Futebol. Já o treinador deve mesmo ser o uruguaio Paulo Pazzolano.

 

Galo quer manter a base

Com reapresentação marcada apenas para o dia 17 de janeiro, já que encerrou as atividades em 2021 depois das outras equipes, por causa da decisão da Copa do Brasil, quando conquistou o bi na final frente o Furacão do Paraná, o Atlético tem como principal objetivo este ano manter a base campeã de 2021 e buscar reforços pontuais, além de encontrar um novo comandante, já que Cuca pediu dispensa no fim do ano. 

 

Reforços

Com relação ao elenco, a grande preocupação é repor o grupo de peças que estão de saída, já que a dupla de zaga não deve permanecer no clube. E no resto é só manter o que estava dando certo, sem mexer muito, pois, como dizem alguns, em time que está vencendo não se deve fazer grandes mudanças. Mas que a torcida não se iluda quanto a reforços, só chegarão à Cidade do Galo nomes pontuais, porque mesmo para os mecenas milionários que ajudam a manter o clube, a grana não cai do céu, e uma hora o dinheiro investido tem que ter retorno.

 

Treinador

O sonho de consumo hoje é o Jorge Jesus, mas com a conversa já se arrastando há alguns dias, nenhuma certeza há. Mas que a definição aconteça logo, porque muito há a ser feito para que os sucessos de 2021 não fiquem apenas no passado, na história.

Comentários
×