Morre Isabel Salgado, ícone do vôlei no Brasil

Atleta foi uma das pioneiras do vôlei de praia no mundo; ela morreu nesta quarta-feira aos 62 anos

Da Redação

Isabel Salgado, conhecida como Isabel do vôlei, morreu nesta quarta-feira, 16, em São Paulo, aos 62 anos de idade, de causa não informada. Ela é considerada um dos ícones da modalidade esportiva no país, com carreira nas quadras e também na areia. Como atuava na seleção feminina de vôlei já na década de 1980, acabou abrindo as portas para mulheres no esporte.

A atleta chegou a disputar duas olimpíadas com a seleção brasileira de vôlei de quadra: a de Moscou, na extinta União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (1980), e a de Los Angeles, nos Estados Unidos (1984). Na década de 1990, ela migrou para o vôlei de areia e foi uma das pioneiras da modalidade no mundo. Apesar de não ter sido vitoriosa nas olimpíadas, ela foi dona de seis medalhas em mundiais.

Isabel Salgado nasceu no Rio de Janeiro em 2 de agosto de 1960. Ela começou a jogar vôlei de quadra no Flamengo. Depois, chegou pela seleção brasileira. A carioca também foi a primeira jogadora de vôlei do Brasil a atuar numa liga estrangeira, em Modena, na Itália, em 1980.

Além das duas participações em jogos olímpicos com a seleção brasileira de vôlei, a atleta levou medalha de bronze ao participar dos Jogos Pan-Americanos de 1976, em San Juan, Porto Rico.

Na última segunda-feira (14), ela tinha sido nomeada para o grupo de esportes da equipe transição do governo Lula, ao lado de atletas como a ex-jogadora de vôlei Ana Moser e do ex-jogador de futebol Raí.

Isabel deixou cinco filhos: Maria Clara, Carol Solberg, Pedro Solberg, Pilar e Alisson. Maria Clara, Carol e Pedro também fizeram carreira no vôlei.

Fonte: g1

Comentários
×