Morre Coronel Faria

Militar de profissão e jornalista de coração, como fazia questão de dizer, deixa um legado imensurável

Da Redação

Morreu na noite deste sábado, 04, Pedro Magalhães de Faria, ou simplesmente coronel Faria. Ele estava internado há cerca de duas semanas para tratar de um problema no coração, teve complicações nos últimos dias. Aos 79 anos, estava próximo de lançar seu livro, onde revela dezenas de histórias, em especial o que presenciou e vivenciou em Divinópolis.

Perda irreparável

É de conhecimento de todos que o Coronel Faria é um dos fundadores do jornal Agora em 1971, onde dirigiu, escreveu e participou ativamente deste diário. Quem acompanha o diário percebe que seu nome sai em todas as edições como fundador. Realizado profissionalmente na Polícia Militar (PM), instituição pela qual serviu com zelo e dedicação, além de ser o responsável para a firmação e o crescimento da corporação na cidade. Mas, se por um lado, tinha orgulho de servir a PM, do outro, era apaixonado pelo jornalismo. Escrevia e falava como poucos. Em 2016, se afastou do jornal para o merecido descanso e se dedicar ao seu livro.  Por isso e muito mais, trata-se de uma perda irreparável.

O velório será no Parque da Serra de 9h às 14h.

O Agora segue acompanhando e trará não somente nas suas plataformas digitais, mas na versão impressa todas as informações e homenagens.

Comentários
×