Moagem de cana-de-açucar avança e etanol cai 7,63% em Divinópolis

Preço do litro do etanol recuou e começa ser mais vantajoso na comparação com a gasolina

Pablo Santos

O preço do litro do etanol recuou e começa ser mais vantajoso na comparação com a gasolina. O motivo é o avanço da moagem da cana-de-açúcar no mês passado. O litro do combustível nas bombas de Divinópolis caiu 7,63%.

Dados da Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais (Siamig), apontam a moagem de 14,5 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na safra. O volume ainda é 12% menor na comparação com os 16,4 milhões de toneladas registradas no mesmo período de 2021. A estimativa revela que, na safra 2022/23, a produção de etanol total será de 2,95 bilhões de litros, aumento de 5%.

A maior produção será do etanol hidratado, 1,7 bilhão de litros, representando uma alta de 10% sobre a safra passada. A produção de etanol anidro ficará 2% inferior, somando 1,2 bilhão de litros. A tendência revela a competitividade do etanol frente à gasolina, uma vez que a previsão é um crescimento de 10% da safra do etanol hidratado.

Preços

Os efeitos do avanço da moagem de cana-de-açucar começam a surtir efeitos nos postos de Divinópolis. De acordo com os últimos dados da Agência Nacional de Petróleo (ANP), em maio, o litro do combustível estava cotado a R$ 5,50 e, neste mês, a média de preço caiu para R$ 5,08, nos postos pesquisados na cidade. Em Minas Gerais, nas últimas quatro semanas, encerradas em 11 de junho, o preço médio do biocombustível caiu 5,27%, saindo de uma média de R$ 5,39 por litro na semana de 15 a 21 de maio para R$ 5,12 na semana de 5 a 11 de junho.

Comentários
×