Minas Gerais aguarda orientação federal para aplicar 4ª dose

O esforço, no momento, é garantir a aplicação do primeiro reforço

Matheus Augusto

Minas Gerais pode convocar em breve os idosos para a 4ª dose contra a covid-19. Em coletiva nesta quinta-feira, 10, o secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), Fábio Baccheretti, explicou que o tema será discutido na próxima semana, em reunião do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) no Ministério da Saúde (MS). 

— Há uma expectativa positiva para a inclusão da 4ª para os idosos — avalia Baccheretti.

O secretário disse que ainda não há orientação do MS ou da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre o tema. Ele ainda acrescentou que o estado não tomará nenhuma decisão isolada e aguarda um posicionamento das autoridades federais.

O chefe da pasta ressaltou que, para além de uma eventual segunda dose de reforço, o esforço no momento é garantir a aplicação da 3ª dose (o primeiro reforço).

— Antes do segundo reforço, temos muita gente que ainda não tomou a terceira dose. Então, nossa preocupação hoje é garantir o primeiro reforço da população adulta — alerta.

Conforme os dados, apenas 30% do público-alvo tomou o reforço, e outros 50% já poderiam ter tomado, mas ainda não procuram o ponto de imunização mais próximo.

Comentários
×