Minas amplia segurança para garantir tranquilidade ao eleitor no segundo turno das eleições

PM terá 35 mil militares no pleito de domingo, 30

Minas Gerais vai reforçar a segurança neste segundo turno das eleições para manter a ordem durante o pleito que ocorre no domingo, 30, em todo o país. A Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) usará a capacidade máxima de militares e logística em ações de policiamento ostensivo e ampliará, de maneira ininterrupta, a atuação nas proximidades dos locais de votação. Ao todo, serão 35 mil militares, sendo 500 oficiais, que serão responsáveis pelas articulações municipais e pontos de referência para diretrizes regionais, além de 4.800 viaturas.

A PMMG informou que realizou treinamento para toda a tropa com foco específico nos aspectos relacionados ao emprego operacional no período eleitoral. Em conjunto com o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG), a corporação também fará intervenções táticas e operacionais.  

Já a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), no exercício das funções de polícia judiciária, vai trabalhar nas diretrizes e na definição de ações de segurança, inteligência e de riscos para o pleito atual. Realizará, ainda, a articulação com as forças federais e a integração junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ao Ministério da Justiça antes, durante e após as eleições. Neste segundo turno, com atuação supletiva, estará também em mais de 250 municípios, empreendendo esforços na instauração de procedimentos investigativos, na apuração de crimes de toda natureza e contravenções penais.  

Monitoramento

O Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), coordenado pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), também funcionará com capacidade plena. Instituições de segurança estaduais e federais estarão reunidas operacionalmente já  a partir de sábado, 29, até a decretação do fim das eleições. O CICC vai monitorar cerca de 1.400 câmeras instaladas em pontos estratégicos da capital e da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH).

A estrutura da Segurança Pública também estará presente no Gabinete Institucional de Segurança, no TRE, com a presença de representantes da Sejusp, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar (CBMMG), Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e outras instituições responsáveis por discussões e deliberações sobre segurança pública durante as eleições.

Comentários
×