MG: chuvas de granizo já atingiram 51 mil hectares em novembro

Mais de 7 mil produtores mineiros relataram danos em suas propriedades

Da Agência Minas

As chuvas de granizo registradas no início deste mês em Minas Gerais, principalmente nos dias 7 e 8/11, atingiram 51,2 mil hectares de lavouras. O levantamento feito pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG) mostra que 106 municípios relataram a ocorrência das chuvas no período.

Segundo o balanço da empresa, 7,4 mil produtores mineiros informaram que tiveram as propriedades atingidas pelo fenômeno, nas regiões Sul, Sudoeste, Zona da Mata, Metropolitana, Central, Centro-Oeste, Alto Paranaíba, Triângulo Mineiro e Noroeste. As áreas com plantios de café do estado foram as mais atingidas pelas chuvas, com um total de 26,6 mil hectares. Os municípios de São Sebastião do Paraíso, Campos Gerais, Campestre e Nova Resende, todos no Sul/Sudoeste do estado, foram os que registraram as maiores áreas com ocorrência de granizo.

Nas culturas de grãos (soja, feijão primeira safra e milho primeira safra), foram 22,5 mil hectares com registro das chuvas. Sacramento (Alto Paranaíba), Passos (Sudoeste de Minas) e Bambuí (Centro-Oeste) foram os municípios com as maiores extensões de lavouras. Além do café e dos grãos, o balanço da Emater-MG também mostrou que os plantios de hortaliças (908 hectares), citros (412 hectares), abacate (323 hectares) e outras frutas (233 hectares) também tiveram as áreas atingidas pelas chuvas do início do mês.

A Emater-MG informa que o balanço é relativo apenas às áreas atingidas e não significa que todas as lavouras foram perdidas, já que muitas delas poderão ser recuperadas.

Comentários
×