Melhores práticas da gestão de pessoas nas empresas minerometalúrgicas

Grupo de Trabalho de Gestão de Pessoas do Sindiextra debate melhores práticas em Recursos Humanos

 

Da Redação 

O Grupo de Trabalho de Gestão de Pessoas do Sindicato da Indústria Mineral do Estado de Minas Gerais (Sindiestra) promoveu uma reunião presencial na terça-feira, 30 de novembro, na sede da Fiemg, em Belo Horizonte.  

De acordo com a diretora da Limonada Audiovisual e coordenadora do Grupo de Trabalho de Gestão de Pessoas do Sindiextra,  Alba Valéria Santos, o GT é formado por gestores de Recursos Humanos, que têm como objetivo o compartilhamento das melhores práticas de gestão de pessoas.

 — Desafiamos os gestores de RH a obterem os melhores resultados com os empregados, refletindo sobre o trabalho com satisfação, comprometimento e engajamento e, principalmente, fazendo com que as pessoas se sintam felizes nas empresas — pontua.  

Essa reunião foi o terceiro encontro do GT de Gestão de Pessoas e a ideia é que sejam realizadas reuniões mensais. No encontro foi debatido o tema “Liderança Adaptativa”, que, segundo Santos, é um assunto de extrema importância neste momento que estamos vivendo. 

— Os gestores de recursos humanos precisam se certificar das entregas dos profissionais, da competitividade das empresas e se as metas serão cumpridas, respeitando o planejamento estratégico das empresas — afirma.  

 

Estratégias 

O presidente do Sindiextra, Luís Márcio Ribeiro Vianna, explica que o GT é um “renascimento” do consórcio minerometalúrgico de gestão de pessoas que estava ativo há alguns anos e teve seu escopo ampliado. 

— Neste grupo de trabalho vão ser debatidos temas mais específicos, que vão potencializar as competências dos gestores de recursos humanos, para que eles possam construir planos de ação e estratégias em gestão de pessoas bem estruturadas nas suas empresas — diz. 

 

Retomada

Os trabalhos do Grupo de Trabalho de Gestão de Pessoas do Sindiextra foram retomados no segundo semestre deste ano e fazem parte 113 empresas de mineração, de diversos portes, associadas ao sindicato.  

O presidente do Conselho Deliberativo do Sindiextra, Fernando Coura, pontua que nesse GT os gestores de RH têm a oportunidade de trocar experiências e práticas de gestão de pessoas, além de deixar os funcionários mais aptos para a nova fase da mineração. 

—Muitas unidades do Senai, como a de Itabira, foram criadas em função da necessidade de mão de obra qualificada para o segmento — ressalta Coura, relembrando que essas demandas surgiram no consórcio minerometalúrgico de gestão de pessoas do sindicato.

Comentários
×