[EXCLUSIVO] Marra vai processar Espino após ser acusado de corrupto

Vereador do PSC o criticou por uso indevido do carro da Câmara; colega promete entrar com ação judicial por calúnia e difamação

Bruno Bueno

As reuniões da Câmara estão em recesso. As brigas entre vereadores não. Os envolvidos já se desentenderam por diversas vezes. Flávio Marra (Patriota) e Diego Espino (PSC), nomes no radar para pré-candidaturas nas eleições deste ano, protagonizaram mais uma discussão na manhã de ontem. Dessa vez, o embate foi na entrada da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), em Belo Horizonte.

Marra foi à capital para participar da convenção de seu partido e confirmar sua pré-candidatura. Espino, por sua vez, disse ter sido convidado por colegas para participar do encontro. 

A discussão começou quando Espino acusou Marra de ter ido para o evento com o carro da Câmara. O Agora teve acesso com exclusividade a um vídeo que mostra a discussão. Sem resposta do parlamentar sobre sua pergunta, Espino chama o vereador de corrupto e questiona assessores e um motorista. Marra, em contrapartida, diz que o colega usufruiu do carro da Câmara para uso pessoal.

Discussão

O vídeo mostra a discussão já em curso. Nas imagens, Espino começa questionando o colega sobre a ida a Belo Horizonte. Marra rebate e diz que o parlamentar usou o carro da Câmara de madrugada. 

Marra: Deixa eu te falar, você gosta de mim?

Espino: Eu gosto de você.

M: Então me responde: você foi buscar seu pai…

E: Fui buscar meu pai no cemitério, irmão. No cemitério. 

M: Com carro da Câmara? Às três da manhã?

E: E você tá rindo do quê? Conta do que você está rindo se você tem coragem.

M: Você não responde a pergunta. Você não responde. Responde.

‘Corrupto’

Espino volta a questionar Marra e solicita que ele diga como foi a convenção. Nesse momento, o vereador diz que o colega é corrupto e sem moral.

E: Fala se você tem coragem como você veio para a convenção. Você não tem coragem de falar! 

M: Você não tem moral nenhuma para falar nada.

E: Você que não tem. Corrupto! Corrupto! 

M: Espino do céu. Você está filmando isso? [se dirigindo ao assessor]

E: Você é corrupto! Corrupto! Não tem vergonha na cara! 

M: Só que você vai ter que provar. Porque eu vou entrar com uma ação. 

E: Entra com a ação. Eu quero que você fale como ele entrou na Câmara [apontando para motorista]

M: Pergunta para ele, uai. Pergunta para ele. 

E: Você não sabe?

M: Não, não sei. Então você me chamou de corrupto?

E: Não chamei não. Você é!

Marra questiona

Marra também questiona Espino sobre o colega ter usufruído do carro da Câmara para uso pessoal. Após a insistência, o vereador da PSC admite que utilizou o veículo de madrugada. 

M: Entendi. Mas quem foi buscar seu pai às três horas da manhã no carro oficial foi você?  

E: Deixa eu te contar. Fala para o povo de Divinópolis como você veio para cá. 

M: Eu estou te perguntando. Você responde a pergunta com outra pergunta. 

E: Ok! Eu fui com o carro da Câmara. Agora fala você. 

 M: Então você foi com o carro da Câmara às três horas da manhã?

E: Isso. 

Espino acusa 

Depois da confissão, Espino solicita que Marra também admita que usou o carro da Câmara para ir a Belo Horizonte. No entanto, o vereador do Patriota não assume as acusações.

E: Agora fala você. Você veio como pra cá?

M: Não. É só isso que eu preciso. Tchau!

E: Fala você! Fala você!

M: Eu já te falei. Vim com um toque de mágica. 

E: Mágica? Então vou mostrar a mágica.

Posicionamentos

A reportagem procurou os dois vereadores. Ambos confirmaram a discussão e a veracidade das imagens. Flávio Marra diz que entrará com um processo contra o colega por calúnia e difamação. Além disso, afirma que o motorista do Legislativo, que também estava no local, fará o mesmo.

— O motorista da Câmara foi duramente agredido. Foi chamado de vagabundo, que ele tem “boquinha”, que ele veio de indicação de vereador. Está tudo no vídeo em partes. O próprio motorista da Câmara vai entrar com um processo também. Saiu com as ideias tudo atrapalhadas daqui. Vamos fazer um B.O. Pode ter certeza — afirma.

Diego Espino (PSC) falou rapidamente sobre o ocorrido à reportagem.

— Eu realmente tive uma discussão com o Flávio. Eu sou contra algumas coisas que ele faz — afirma.

Espino volta a falar

Em vídeo publicado nas redes sociais, Diego explicou o motivo de sua visita a Belo Horizonte.

— Pessoal, tudo bem? Estou aqui em Belo Horizonte, na Assembleia, vou explicar para vocês rapidinho o que ocorreu agora há pouco. Eu vim para a convenção dos partidos PL e Patriota, convidado por amigos parlamentares (...). Eu estou fazendo uma pergunta muito  simples para eles: vocês vão utilizar dinheiro público? O dinheiro do imposto dos contribuintes? Do povo que está sofrendo tanto para fazer campanha? — ressalta.

Além disso, o parlamentar diz que foi atacado por assessores de políticos que estavam no local.

— Eu peguei e filmei o pessoal balançando a bandeira. E, na mesma hora, veio coordenadores de outros pré-candidatos me ofendendo, colocando a mão, falando palavras de baixo calão e eu só fui o reflexo do que eles fizeram comigo. Quando levanta o telefone, tudo muda — enfatiza.

Por fim, garantiu que vai continuar fiscalizando os políticos.

— Eu queria falar com vocês que eu vou ficar de olho nesses pré-candidatos. Vou seguir o passo a passo de cada um para mostrar para o povo quem são os verdadeiros representantes do povo, beleza? Tamo junto galera — conclui.

 

Foto: Divulgação

Legenda: Espino e Marra protagonizam nova briga

Comentários
×