Lei sancionada pelo Executivo prevê criação de hortas comunitárias nas escolas em Divinópolis

Ação vai contar com apoio de alunos e professores.

Já está em vigor em Divinópolis, a lei que prevê a criação do projeto Escola da Terra. O projeto visa incentivar a criação de hortas comunitárias nas escolas públicas. A lei foi sancionada pelo prefeito Gleidson Azecedo (PSC) na última semana.

 

Conforme a proposta, o projeto consiste na formação de hortas escolares desenhadas por professores, alunos e comunidade que deverão criar canteiros com área disponível usando material reciclável para plantar hortaliças.

 

A escola deverá incentivar os alunos do ensino fundamental a estudar e plantar hortaliças, frutas e legumes em espaço próprio ou canteiros verticais em paredes que recebem luz do sol.

 

A Prefeitura ressaltou que poderá oferecer sementes para que os alunos as estudem e cultivem, as quais serão usadas para criar o canteiro de hortaliças próprio da escola para ser inseridas no cardápio escolar depois da colheita.

 

Implementação

 

Caberá ao Executivo por meio dos órgãos competentes, desenvolver políticas de implementação voltadas ao cultivo e tratamento de horta para estudantes, pais e professores. A escola determinará os critérios para a introdução de cursos e palestras sobre o tema no campo de regulamentação da lei com a colaboração da comunidade.

 

As escolas municipais serão encarregadas de abordar a relevância das hortaliças e benefícios e, como atividade complementar, de integrar estudos e elaborar projetos pedagógicos para sensibilizar a comunidade.

 

As hortaliças das hortas comunitárias não poderão ser comercializadas, e os alunos poderão consumi-las eles mesmos incluindo-as na merenda escolar. O excedente deverá ser doado aos residentes que vivem no bairro da escola.

 

Comentários
×