Justiça condena homem a 16 anos de prisão por matar tio a pauladas em Divinópolis

Julgamento de João Paulo de Aquino Marques foi realizado nesta quarta-feira

Da Redação 

A Justiça condenou a 16 anos de prisão, o sobrinho, acusado de agredir e matar o tio a pauladas em outubro de 2021 em Divinópolis. O julgamento foi realizado ontem, no fórum. João Paulo de Aquino Marques, de 34 anos, aguardava o julgamento preso no presídio Floramar.

 A pena deverá ser cumprida em regime fechado, por se tratar de crime hediondo, segundo o juiz Mauro Riuji.

De acordo com a denúncia, o crime se deu por motivo torpe e por vingança. "O acusado utilizando de meio cruel ofendeu a integridade da vítima, Gilmar de Souza Marques, causando lesões suficientes para causar a morte dele", consta no documento.

João Paulo e o tio não tinham uma boa relação, de acordo com a denúncia. O acusado teria ameaçado o tio, outra pessoa da família e roubado cartões de bancos deles e outros pertences. O homem chegou a ser preso e condenado pelo crime de roubo. Desde então, ele responsabilizava o tio por ter sido preso.

O crime foi registrado na Rua Vicente Borges, no Bairro Danilo Passos, no dia 9 de outubro de 2021. Na ocasião, Gilmar estava na porta da casa dele quando o sobrinho chegou com um pedaço de madeira em mãos e começou a agredi-lo com pauladas na cabeça.

João Paulo teria batido diversas vezes na cabeça do tio até que vizinhos interviram e chamaram a polícia. Gilmar chegou a ser encaminhado para o hospital, mas, devido à gravidade dos ferimentos, ele morreu.

O criminoso foi detido no mesmo dia do crime. Enquanto estava dentro da viatura da PM, ele chutou a grade metálica que protegia o veículo e causou vários danos no carro.

 

 

Ainda segundo a denúncia, no dia do crime, o homem também danificou uma viatura da Polícia Militar (PM) ao ser detido.

Comentários
×