Jogador divinopolitano foge da guerra e está na Hungria

Talles Brenner começou na escolinha do Palmeiras, passou pelo Flamengo, antes de se tornar um cigano da bola

 

José Carlos de Oliveira

Com vínculo com o clube ucraniano Futbolniy Klub Rukh Lviv, ou, simplificando no português, FC Rukh Lviv, até meados de 2024 – assinou contrato por três temporadas em julho do ano passado – o jogador divinopolitano Talles Brener de Paula é mais um atleta a ter seus sonhos interrompidos pela violência da guerra entre a Rússia e Ucrânia, que já dura mais de uma semana.

Com seu futuro indefinido no clube ucraniano, mas ainda com contrato em vigor, o atleta e alguns companheiros de time iniciaram há dias uma autêntica odisseia para fugir da violência do conflito armado. 

A princípio o grupo deveria se dirigir para a Polônia, onde o clube reservaria um hotel para todos. Mas, sem conseguir passar pela fronteira entre os dois países, acabaram mudando a rota para a Hungria, onde já se encontram, hospedados em um hotel. Eles aguardam que a situação se  normalize para voltar a fazer o que gostam, jogar futebol.

Talles mandou mensagem a amigos e familiares em Divinópolis, tranquilizando a todos, mas garantindo que de momento a intenção não é retornar ao Brasil. O atleta deve permanecer na Hungria até que a situação se normalize e possa voltar à Ucrânia, para cumprir o restante de seu contrato com o Rukh Lviv.

Ontem à tarde, ele conversou com o Agora.

— Graças a Deus conseguimos sair. Meus companheiros de clube, a maioria são todos ucranianos, então eles tem que ficar no país. Bem triste isso, tem um brasileiro e um argentino que saímos juntos. Não vemos a hora disso tudo acabar — disse Talles. 



O começo

Meia atacante de rara habilidade técnica, Talles Brener, nascido em 12 de maio de 1998, se aventurou no mundo do futebol ainda criança, ingressando na escolinha de futebol do Palmeiras, do bairro Afonso Pena aos 8 anos de idade. Nela permaneceu por quase uma década ‒ transferiu-se depois para a Escola de Futebol Flamengo, de Mendes Mourão, onde ficou de 2013 a 2015, sendo campeão mineiro do Imef pelo rubro-negro de Divinópolis.

 

Um cigano da bola

Com o título estadual, seu futebol despertou o interesse do Fluminense do Rio de Janeiro. De lá se tornou um autêntico cigano da bola, mesmo tendo apenas 23 anos de idade, se aventurando por clubes, além do tricolor carioca, como Noroeste-SP, Mirassol-SP, Vila Nova-GO e Olympic Donetsk-UCR, até assinar contrato com o FC Rukh Lviv em julho de 2021, por três anos.

 

Comentários
×