Itaúna retoma a obrigatoriedade do uso de máscaras em estabelecimentos de saúde

Divinópolis registra nova morte por covid após 50 dias

Bruno Bueno

A pandemia de covid-19 volta a preocupar a região Centro-Oeste de Minas Gerais. O alerta é reforçado pela Prefeitura de Itaúna, que anunciou ontem a retomada do uso obrigatório de máscaras em estabelecimentos de saúde, como postos, farmácias etc. A desobrigatoriedade da proteção facial vigorava desde abril. 

De acordo com a Secretaria de Saúde local, a determinação vale para pacientes e servidores. 

— O usuário já deverá chegar aos locais usando o dispositivo — explica a Prefeitura. 

Justificativa

De acordo com a assessoria da Prefeitura de Itaúna, a medida é necessária para conter o avanço de casos de covid-19 na cidade. 

O boletim divulgado pelo Executivo Municipal contabilizou 129 casos na última semana.  No mesmo período anterior, foram apenas 18 registros na cidade. O crescimento foi de 86% no comparativo.

Divinópolis

Na maior cidade da região, a retomada ainda não está nos planos. A informação foi concedida pela Prefeitura na última semana. A reportagem voltou a procurar o Executivo para atualizar o posicionamento, mas não obteve resposta até o fechamento desta página, às 18h de ontem. 

O boletim epidemiológico divulgado pelo Executivo Municipal aponta a primeira morte por coronavírus na cidade nos últimos 50 dias. Trata-se de um homem de 83 anos, portador de doença neurológica crônica. Ele faleceu no último dia 26. Com o registro, Divinópolis agora tem 740 mortes por covid, sendo 396 homens e 344 mulheres.

Dados

Com o registro, Divinópolis agora tem 740 mortes por covid. A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) também informou outros dados sobre a pandemia. A cidade tem 177.969 notificações, 42.099 casos confirmados e 5.602 casos descartados.

14 pacientes suspeitos de covid estão internados no município. Todos no setor de enfermaria, que tem 19,18% de ocupação, e nenhum em leitos de UTI. 

Internações

No Hospital Santa Lúcia, são dois pacientes na ala adulta. A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) registra a mesma situação. Já no Hospital Santa Mônica, três casos foram registrados, sendo dois no setor adulto e um na ala infantil. 

O Complexo de Saúde São João de Deus registra sete internações. Seis pessoas estão na área suplementar, sendo cinco na enfermaria adulta e uma na ala infantil. O centro também contabiliza uma internação na enfermaria infantil da área atendida pelo SUS.

Vacinação

Para conter uma nova onda de casos da doença na cidade, a Prefeitura de Divinópolis anunciou que a vacinação contra covid será ampliada a partir de amanhã. As crianças menores de um ano (11 meses e 29 dias) sem comorbidades poderão ser imunizadas.

— É ressaltado que se manterá a vacinação para as crianças de seis meses a menores de três anos (2 anos, 11 meses e 29 dias). A vacinação é realizada com o imunizante Pfizer Baby e o esquema vacinal é composto por três doses — explica a Prefeitura.

A imunização será realizada às sextas-feiras, das 8h às 16h. Excepcionalmente amanhã, contudo, a imunização ocorrerá das 8h às 13h devido ao jogo do Brasil na Copa. A vacinação acontece nas unidades de saúde dos bairros Belvedere, Nações, Nossa Senhora das Graças, Bom Pastor, Niterói, Ermida e Ipiranga. 

Documentação 

Para serem vacinadas, as crianças devem estar acompanhadas dos pais ou responsáveis e apresentar o documento de identificação com foto ou certidão de nascimento, CPF, comprovante de endereço e cartão de vacina.

De acordo com a Prefeitura, a criança pode ser acompanhada por terceiros.

— É necessário apresentar um termo de autorização para vacinação, devidamente preenchido e assinado pelos pais ou responsáveis — explica.

A imunização só pode ser realizada se a criança não tiver contraído a doença com início de sintomas nos últimos 30 dias. As comorbidades devem ser comprovadas por meio da apresentação de documentos. Laudos, declarações, prescrições e relatórios médicos com descritivo podem ser utilizados.  

— Tais documentos devem ter sido emitidos em até 12 meses antes da data da vacinação, assinado e carimbado em versão original — completa.

 

Comentários
×