Inadimplência em Divinópolis fica abaixo da média nacional

Levantamento mostra crescimento anual de devedores na cidade em outubro

Da Redação

Apesar da melhora em alguns indicadores econômicos, os dados mostram que muitos brasileiros ainda estão com dificuldade de fechar as contas no fim do mês. E, para muitos, a chegada do 13º salário vai ajudar a equilibrar as contas e colocá-las em dia. Levantamento realizado pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Divinópolis, junto ao Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) Brasil, constatou que o número de inadimplentes de Divinópolis cresceu 8,18% em outubro de 2022, em relação a outubro de 2021. Conforme informações de todas as bases às quais o SPC Brasil tem acesso.

Assim, Divinópolis ficou abaixo da média da região Sudeste do país (8,46%) e abaixo da média nacional (9,24%). Na passagem de setembro para outubro, o número de devedores de Divinópolis cresceu 0,47%. Na região sudeste, na mesma base de comparação, a variação foi de 0,77%.

Faixa etária

A análise por faixa etária mostra que o número de devedores com participação mais expressiva em Divinópolis em outubro foi de 30 a 39 anos, equivalente a 24,42%. A participação dos devedores por sexo segue bem distribuída, sendo 50,06% homens e 49,94% mulheres.

— Registramos queda nacional no número de desempregados, apesar disso, a renda do brasileiro ainda não foi suficiente para reverter as perdas dos últimos trimestres. Por isso, é sempre importante que o consumidor inadimplente faça um levantamento de todas as dívidas que possui para traçar um plano que possa ajudá-lo a sair da inadimplência. No final do ano temos o 13º salário, que é uma boa oportunidade para colocar em dia as contas — avalia o presidente da CDL Divinópolis, Heider de Freitas.

Valores das dívidas 

Em outubro passado, cada consumidor negativado da cidade devia, em média, R$ 3.585,54 na soma de todas as dívidas. Os dados ainda mostram que 33,49% dos consumidores da cidade tinham dívidas no valor de até R$ 500 percentual que chega a 48,11% quando se fala de dívidas de até R$ 1 mil.

O tempo médio de atraso dos devedores negativados de Divinópolis é igual a 28,9 meses, sendo que 31,56% dos devedores possuem tempo de inadimplência de 1 a 3 anos.

Evolução 

A quantidade de dívidas em atraso de moradores de Divinópolis cresceu 14,03%, em relação a outubro de 2021. O dado ficou abaixo da média da região sudeste,  de 19,05%, e abaixo da média nacional, de 19,11%. Na passagem de setembro para outubro, o número de dívidas de Divinópolis cresceu 1,36%. Na região sudeste, nessa mesma base de comparação, a variação foi de 1,80%.

Por setor

O setor com participação mais expressiva do número de dívidas em outubro na cidade de Divinópolis foi Bancos, com 52,61% do total de dívidas.

Inadimplente

Em outubro, cada consumidor inadimplente em Divinópolis tinha em média 2,073 dívidas em atraso. O número ficou acima da média da região Sudeste, 2,009 dívidas por pessoa inadimplente, e acima da média nacional registrada no mês, 1,980 dívidas para cada pessoa inadimplente.

Brasil

Levantamento realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) Brasil aponta que quatro em cada dez brasileiros adultos, 39,71%, estavam negativados em setembro de 2022, o equivalente a 64,25 milhões de pessoas, um novo recorde da série histórica do levantamento, realizado há 8 anos. No último mês, o volume de consumidores com contas atrasadas cresceu 11,17% em relação ao mesmo período do ano anterior.

 

Comentários
×