Haja paciência

GISELE

Haja paciência 

Tem umas situações em Divinópolis que é preciso paciência de Jó para não perder as estribeiras. Os “jornalistas de plantão” enfiados em grupos de WhatsApp não se cansam de publicar e compartilhar fotos antigas relatando um problema atual. E pior: com situações delicadas como agora, com as intensas chuvas que caem na cidade, quando deviam era agradecer e ajudar mostrar a realidade, visto que não houve nenhuma ocorrência com maior gravidade. Não é demais lembrar que em outras cidades de Minas Gerais o estrago foi feio, com o registro até de mortes. Mas, não, a turma do “quanto pior, melhor” parece desejar o mesmo para Divinópolis. Não é possível!

 

Primeiro 

A baixa de mortes e casos de covid-19 não é a única notícia boa e que traz esperança para o mundo. O brasileiro israelense Simcha Neumark, de 33 anos, é o primeiro paciente infectado a receber a pílula da Pfizer. Ele recebeu o Paxlovid em Israel. O brasileiro possui uma doença autoimune e chegou a tomar cinco doses de vacina contra a covid, mas não desenvolveu anticorpos contra o vírus. Neumark precisa tomar seis pílulas diárias, sendo três pela manhã e as outras à tarde. E o melhor: ele revela que teve melhoras nos sintomas após 15 horas do uso. Por mais pílulas e que elas cheguem rápido.

 

Nova novela?

A Copasa confirmou ter entrado com recurso administrativo, no início desta semana, contra a decisão da Prefeitura de Divinópolis em romper o contrato, firmado em 2011, sob alegação de descumprimentos, como desabastecimento e atraso na entrega de obras. O Executivo ainda não se manifestou sobre o recurso, nem sobre possível data para uma decisão - que pode ainda não ser a final, tendo em vista a intenção da Copasa em, caso considere necessário, acionar a Justiça. Mais uma nova novela pode estar começando. 

 

Fim da novela? 

Enquanto isso, o prefeito Gleidson Azevedo (PSC) sinaliza que concederá o reajuste salarial aos servidores neste ano. Enquanto, no ano passado, a discussão se tornou uma novela sobre qual lado estava certo, em 2022, a situação parece mais próxima de um acordo amigável. A ver o resultado do diálogo.

 

Mesma história

O Ministério da Saúde confirmou, nesta semana, a inclusão de crianças de 5 a 11 anos no Plano Nacional de Imunização (PNI). A vacinação deve começar na terceira semana de janeiro, visto que as doses específicas para essa faixa etária devem chegar ao Brasil no fim da próxima semana. Um alívio para os pais que desejam ver ser filhos imunizados e seguros, sem o risco, mesmo que baixo, de desenvolverem sintomas graves da doença. 

 

Um mês de alívio

Divinópolis completou, nesta semana, 30 dias sem mortes por covid-19. A baixa taxa de ocupação hospitalar ajuda a confirmar a eficácia da vacina na redução dos casos graves da doença. Apesar do cenário relativamente estável e tranquilo, autoridades em saúde reforçam a manutenção das medidas de prevenção, como o uso de máscara, e a importância de completar o esquema vacinal. Em Divinópolis, mais de 13 mil moradores continuam com a segunda dose em atraso. Outros 30 mil já estão aptos a receber a dose de reforço, mas ainda não procuram uma unidade de saúde. Um dado triste, dada a comprovada eficácia da imunização. São pessoas expostas à doença, especialmente diante do avanço da nova variante, a ômicron.  

Comentários
×