Gal Costa morre aos 77 anos; artista foi uma das maiores vozes da MPB

Informação foi confirmada pela assessoria da cantora

Da Redação

O Brasil se despede hoje, de Gal Costa, uma das maiores e mais marcantes vozes da MPB. A artista morreu aos 77 anos, segundo informação da assessoria da cantora. A causa da morte ainda é desconhecida. Gal havia dado uma pausa nos shows, após passar por uma cirurgia para retirada de um nódulo na fossa nasal direita.

Ela estava em turnê com o show "As várias pontas de uma estrela", no qual revisitava grandes sucessos dos anos 80 do cancioneiro popular da MPB. "Açaí", "Nada mais", "Sorte" e "Lua de mel" são algumas das músicas do repertório. 

Bem recebido pelo público e pela crítica, a turnê fez com que a agenda de Gal ficasse agitada após a pandemia. Além de rodar o Brasil, Gal entrou na programação de vários festivais e ainda tinha uma turnê na Europa prevista para novembro, mas as apresentações foram canceladas por conta da cirurgia.

Gal Costa

Nascida Maria da Graça Costa Penna Burgos em Salvador, na Bahia, em 1945, Gal Costa sempre foi incentivada pela mãe a seguir carreira na música. Já o pai, morto em sua adolescência, foi uma figura ausente.

No começo da vida adulta, ela trabalhou como balconista de uma loja de discos na capital baiana, a Roni Discos, uma das principais da cidade. No início dos anos 1960, foi apresentada a Caetano Veloso, encontro a partir do qual foi criado um vínculo pessoal a artístico que perduraria até sua morte.

Gal foi uma revolução das vozes e dos costumes na música brasileira desde seu surgimento na cena nacional, nessa mesma década.

Comentários
×