Fraude no auxílio emergencial: mandados de busca e apreensão são cumpridos em BH e outras cidades de MG

Operação Subitis Auxilium indiciou 48 pessoas em duas horas

Da Redação

A Polícia Federal realiza, na manhã desta quinta-feira (20), as 3ª e a 4ª fases da Operação Subitis Auxiliumque tem como objetivo combater fraudes ao Auxílio Emergencial em Minas Gerais. São cumpridos 17 mandados de busca e apreensão em Belo Horizonte e outras cidades do estado.

Ainda conforme a instituição, 25 contas bancárias foram bloqueadasVeja em quais cidades são cumpridos os mandados:

 

  • Belo Horizonte
  • Nova Lima
  • Santa Luzia
  • Lagoa Santa 
  • Sete Lagoas
  • Governador Valadares
  • Montes Claros  
  • Ponte Nova 
  • Paracatu
  • Uberaba
  • São Sebastião do Paraíso
  • São Francisco  

 

A polícia informou que busca identificar a atuação de organizações criminosas e conjuntos de fraudes com denominadores comuns (fraudes estruturadas). As informações iniciais vieram da Base Nacional de Fraudes ao Auxílio Emergencial (BNFAE) e foram remetidas à Polícia Federal após análise e confirmação, pela Caixa, das comunicações de irregularidades referentes ao pagamento fraudulento do auxílio.

Indiciados 

Ainda conforme a polícia, o inquérito das duas primeiras fases da Operação Subitis Auxiulium foi finalizado com 48 pessoas indiciadas por vários crimes, entre  furto qualificado, associação criminosa e lavagem de dinheiro. 

Fonte:g1 
Comentários
×