Flávia Simão lança ‘Íntimo’, disco sobre as inquietações femininas

Projeto marca os 20 anos de carreira da artista mineira com sonoridade contemporânea e letras fortes

Da Redação

As lutas e inquietações femininas, tão presentes no mundo atual, foram a inspiração da cantora mineira Flávia Simão para criação do álbum “Íntimo”, lançado no dia 23 de setembro, nas principais plataformas de áudio. Além das oito faixas do disco, o trabalho engloba também três videoclipes para o público, das músicas “Cura”, “O Reparo” e “Pudera Eu”, que já estão disponíveis no canal da artista no Youtube. 

O projeto "Íntimo" foi patrocinado pela empresa Sidercentro Ferro e Aço LTDA, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, e celebra os 20 anos de carreira artística da cantora.

Álbum

O álbum “Íntimo” é o primeiro projeto autoral da cantora mineira Flávia Simão, e traz as referências de estéticas musicais que a cantora vivenciou em sua carreira, principalmente dentro do samba, samba rock, rock, Indie e eletrônico e de outros estilos da MPB, e conta com parcerias musicais em canções autorais.

— É uma história repaginada de referências do samba, do rock e de tudo que vivi, e que aborda temáticas, por exemplo, das limitações impostas pelo machismo e pela sociedade patriarcal que sufoca as mulheres. Esse trabalho é um grito de esperança e luta para algo novo, sagrado e de liberdade — exalta a cantora sobre o resultado.

Produção

O disco foi produzido nos estúdios Stereotono, capitaneado por Marcelinho Guerra, que já trabalhou com grandes nomes da música brasileira, como Samuel Rosa, Marisa Monte, Arnaldo Antunes, Rogério Flausino, Otto, Toninho Horta. A produção do audiovisual do projeto é de Rhodes Madureira, profissional de renome no cenário mineiro e no eixo Rio-São Paulo.

O produtor audiovisual foi indicado como melhor diretor de videoclipes pelo Prêmio Profissionais da Música 2020. Para as composições, Flávia Simão contou com canções de sua própria autoria em parcerias musicais de compositores como Marcílio Rosa, Marcelinho Guerra, Frederico Heliodoro, Luís Almeida, Marcus Abjaud, Fred Selva, Felipe Continentino, Daniel Guedes, além de canções de Leandro Medina e Matheus Fillippi.

Trajetória

Flávia Simão ficou conhecida em todo o Brasil pela paráfrase #EleNão, composta em parceria com a colega Simone Soares, que viralizou em 2018 como um hino das mulheres contra a opressão e o machismo. Vários artistas consagrados cantaram essa música em seus shows, como Daniela Mercury e Maria Gadú.

Nascida em Belo Horizonte, Flávia iniciou sua trajetória na música aos 16 anos, quando assumiu os vocais da banda do Encontro de Jovens da Paróquia de Santa Teresa e Santa Teresinha, na capital mineira. Já no ano seguinte, formou sua própria banda, junto com Marcílio Rosa e Luís Otávio, o Trio Acústico, que levava o samba rock em eventos. Ainda na capital mineira, ela integra o grupo de dança Sarandeiros, da UFMG, onde começa a ter contato maior com a dança e as artes cênicas.

Em 2009, muda-se para Divinópolis e mantém contato com as artes, fazendo apresentações em casas de show e bares e também participando de montagens teatrais e de musicais como produtora, cantora, figurinista e atriz. A partir de 2017, sobe no trio elétrico para ser uma das cantoras do bloco “Haja Amor” e passa a marcar presença no Carnaval de Rua, primeiro em Divinópolis e, posteriormente, em BH.

Comentários
×