Filmado com celular, curta-metragem ‘Fruto Estranho’ conta com trilha da banda Esfera do Ser

Da Redação

O curta-metragem “Fruto Estranho” faz uma homenagem a Bille Holiday 'Strange fruit'. Mais de 60 anos depois de sua morte, ressurgiu como hino dos protestos contra o racismo nos Estados Unidos após o assassinato de George Floyd em 25 de maio de 2020, um homem negro de 46 anos que teve o pescoço pressionado pelo joelho de um policial por mais de oito minutos.

— A história é contada com fósforos, mostrando em metáforas algumas cenas marcantes de linchamentos pelo Brasil. O objetivo é levar o telespectador a uma reflexão fazendo um paralelo com o linchamento de Jesus — diz o diretor.

Celular

O trabalho audiovisual foi filmado com celular. De acordo com Ailton Costa, o idealizador do projeto,

— A tarefa do artista é trabalhar com o que tem. Trabalhar com vários artistas é muito complicado, pois, além da pandemia, tem o conflito de agendas. A minha saída foi investir no conceito minimalista com fósforos, mesmo porque foi o que o dinheiro deu para pagar — disse.

Participante do projeto, a produtora cultural Débora Santos conta a sua impressão. 

— Esse trabalho deu muito orgulho de fazer e com tão pouco recurso conseguimos desenvolver. As imagens ficaram fortes e emocionantes — define.

Trilha 

A trilha sonora do filme “Fruto Estranho” fica por conta da banda Esfera do Ser. A gravação, mixagem e masterização foi desenvolvida no estúdio Miolo Mole com o produtor multi-instrumentista Ruan Matos. O trabalho ainda conta com a participação especial da cantora Tia Elza.

Informações: (37) 98829-4928/Ailton Costa

Youtube: https://www.youtube.com/c/EsferadoSer/videos

Instagram: https://www.instagram.com/esferadoseroficial/channel/

A classificação é livre, voltada para o público adulto, e estará disponível nas plataformas da Esfera do Ser.

Comentários
×