Fenova apresenta potencial do polo calçadista a empresários

Importadores articulam negócios na feira, levando o produto de Nova Serrana para o mundo

 

Da Redação 

Após dois anos de suspensão em consequência da pandemia, a 25ª edição da Feira de Calçados de Nova Serrana (Fenova) voltou nesta terça-feira. Organizada pelo Sindicato Intermunicipal das Indústrias de Calçados de Nova Serrana (Sindinova), a feira é uma das maiores do segmento no país. A solenidade de abertura contou com a presença de diversas autoridades estaduais e municipais, representantes de entidades de classe e empresários. Entre eles, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Flávio Roscoe, o da Regional Centro-Oeste, Eduardo Soares, o gerente regional do Sebrae-MG, Leonardo Mol, o vice-prefeito de Nova Serrana, Nelson Moreto, dentre outros.  O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), enviou uma mensagem por vídeo parabenizando o Sindinova e os envolvidos na organização da feira.

Polo

O polo de Nova Serrana é composto por mais de 1, 2 mil indústrias e responsável por gerar 42 mil empregos diretos e indiretos na região, produzindo, anualmente, cerca de 105 milhões de pares de calçados. De acordo com o presidente do Sindinova, Ronaldo Lacerda, nos primeiros meses de 2022, o município liderou o ranking de geração de empregos no estado, atrás apenas de Belo Horizonte.

— Isso demonstra que, quanto mais desafios nos foram impostos, mais fortes e robustas nossas empresas se apresentaram — analisou.

Visitantes 

Ainda segundo Lacerda, nos meses de janeiro a abril deste ano, o polo calçadista de Nova Serrana apresentou um crescimento de 122,2% em relação ao mesmo período do ano passado.

— Nos três dias do evento, visitantes e lojistas de vários estados do Brasil, terão a oportunidade de conhecer as mais de 100 marcas de calçados do polo de Nova Serrana. Importadores dos estados Unidos, Panamá, Colômbia, Equador e Uruguai também estarão fazendo negócios na feira  e levando o produto de Nova Serrana para o mundo — enfatizou o presidente. 

A empresária Eliane Coimbra, que tem lojas em Sergipe e veio pela primeira vez a Nova Serrana, destaca a qualidade dos produtos da feira.

— É a primeira vez que venho a Nova Serrana, mas já tinha ouvido falar da feira. Estou impressionada com a alta qualidade dos produtos e estou comprando para o Natal. Assim, vou levar para minhas lojas os últimos lançamentos da coleção primavera/verão — concluiu a empresária.

Potência

Para o presidente da Fiemg Regional Centro-Oeste, Eduardo Soares, o trabalho desenvolvido pelos empresários de Nova Serrana, liderados pelo sindicato, demonstra a competência industrial de Nova Serrana.

— A feira é uma comprovação da potência que a região Centro-Oeste tem, mostra o compromisso do setor industrial com a geração de emprego e renda, oportunizando um ambiente favorável aos negócios e trabalhando em prol do desenvolvimento — finalizou.

 

 

Comentários
×