EXCLUSIVO: parecer exclui cinco denúncias que pedem cassação de Espino

Com suplentes, vereadores votam validade do documento amanhã; das seis acusações feitas, apenas uma deve continuar sendo investigada

Bruno Bueno

Diego Espino (PSC) está próximo de vencer a primeira batalha no processo que pede a cassação de seu mandato na Câmara de Divinópolis. O vereador, que foi denunciado pelo colega Flávio Marra (Patriota), enfrenta um processo de infração político-administrativa por quebra de decoro parlamentar.

A admissibilidade da denúncia foi aprovada no mês passado em uma votação apertada. O processo seguiu para a Comissão Processante, formada pelos vereadores Ademir Silva (MDB), Israel da Farmácia (PDT) e Wesley Jarbas (Republicanos). O parecer inicial dos membros foi obtido com exclusividade pelo Agora na tarde desta segunda-feira.

A decisão

O documento, assinado pelos três vereadores no dia 3 de maio, decide pela exclusão de cinco das seis denúncias feitas por Marra. Apenas o “fato atual”, que diz respeito a uma discussão envolvendo o parlamentar do PSC e um assessor de Marra, deve continuar sendo investigado.

Votação

A Câmara vota amanhã a validade do parecer feito pela Comissão Processante. Quinze vereadores e os suplentes de Marra e Espino, que não podem participar, decidem o futuro do documento. A cobertura completa sobre o caso estará disponível amanhã, na íntegra, na edição impressa do Agora.

Comentários
×